Cogeração de energia

Aneel nega pedido para nova termelétrica do grupo Pedra Agroindustrial

Planta de cogeração de energia seria vinculada à usina Cedro, que está sendo implantada em Paranaíba (MS); grupo diz que deve retomar o processo para autorização


NovaCana - 11 nov 2022 - 10:27

Primeira unidade do grupo Pedra Agroindustrial fora de São Paulo, a usina Cedro deve começar a moer cana-de-açúcar em 2024. A planta industrial localizada em Paranaíba (MS), inclusive, já está recebendo equipamentos vindos da usina São Fernando.

Porém, a usina termelétrica (UTE) vinculada à unidade encontrou uma dificuldade. Em despacho publicado no Diário Oficial da União, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) comunica que indeferiu o pedido da companhia para implantar e explorar a UTE Cedro.

A negativa da agência aconteceu após recomendação vinda de uma nota técnica. “A interessada pleiteou a autorização da UTE Cedro, mas não protocolou toda a documentação requerida”, afirma o documento, referindo-se à ausência da licença ambiental.

De acordo com a Pedra Agroindustrial, o documento solicitado já foi emitido e a companhia deve retomar o processo para obter autorização para implantação da UTE. Embora não haja uma previsão de quando a liberação será feita, pois ela depende dos trâmites da agência reguladora, a perspectiva é de que tudo transcorra “sem maiores dificuldades”.

Saiba mais detalhes sobre a UTE da usina Cedro no texto completo (exclusivo para assinantes NovaCana).


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR



PUBLICIDADE BASF_NOV_INTERNAS BASF_NOV_INTERNAS

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x