O setor sucroenergético tem um problema estrutural grave: está preso ao uso de variedades antigas de cana. O maior censo sobre os canaviais do Brasil revela ainda como os baixos investimentos no campo têm influenciado na produtividade do Centro-Sul

novaCana.com 15 jan 2019 - 12:34 - Última atualização em: 15 jan 2019 - 15:47

Para as usinas de cana-de-açúcar, a produtividade da plantação é essencial, porém, nem sempre recebe a devida prioridade dos produtores. Uma planta jovem e saudável pode ser a garantia de maior produção e, consequentemente, maior receita. O contrário também é verdadeiro, e a idade avançada do canavial é uma ameaça para os rendimentos.

É notório que a região Centro-Sul tem feito poucos investimentos na renovação da plantação, envelhecendo o canavial e perdendo produtividade. Como se não bastasse, a atualização varietal – ou seja, o investimento em novas variedades – vem acontecendo de forma insatisfatória.

A falta de investimentos em inovações tecnológicas e nos tratos culturais já havia sido o principal motivo de grande parte dos problemas do setor de acordo com um estudo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) de 2013 e reafirmada por Fábio Meneghin, sócio-analista da Agroconsult, durante o NovaCana Ethanol Conference de 2018.

O cenário pintado por eles é confirmado com a divulgação do Censo Varietal realizado pelo Instituto Agronômico de Campinas (IAC), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, referente à safra 2018/19.

Lançado anualmente, o Censo tem como objetivo levantar informações sobre as áreas de variedades no maior número possível de unidades produtoras (usinas, destilarias, associações de fornecedores,dentre outras) de cana-de-açúcar no Brasil. É o maior censo de variedades do país, reunindo dados de 216 unidades e 5,9 bilhões de hectares no ano passado.

Os dados trazidos tratam justamente daquelas que deveriam ser as maiores preocupações dos produtores: o envelhecimento dos canaviais e a diversificação de variedades plantadas, além da sua influência na produtividade. Em resumo, é um panorama do setor e o cenário não é positivo.

O portal novaCana apresenta a seguir o resultado desta compilação e os principais insights obtidos pelos analistas, além de gráficos com os principais indicadores de uso varietal no Centro-Sul, nos estados da região e nas principais cidades paulistas.

exclusivo assinantes

O texto completo desta página
está disponível apenas aos assinantes do site

veja como é fácil e rápido assinar