Cana: Safra / Moagem

Há risco de geada nas lavouras de milho e cana entre hoje e amanhã, afirma Conab


Agência Estado - 28 jul 2021 - 12:53

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) emitiu um alerta de risco de geada nas principais regiões produtoras de milho, trigo, café e cana-de-açúcar do país. Segundo a Conab, há risco de ocorrência do fenômeno nas lavouras entre hoje e amanhã, 29, nos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul, citando previsões do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

No boletim, divulgado na noite de ontem, a Conab afirma que as lavouras de milho de segunda safra que estão em fase de enchimento de grãos e as de trigo em estágio de floração podem ser atingidas pelo fenômeno climático em São Paulo e no Paraná. Em ambos os estados, o risco é de geada de moderada a forte.

A companhia informa, citando dados do Inmet, que também há previsão de eventos pontuais de geada em Mato Grosso do Sul, o que poderia afetar as lavouras de milho safrinha e de trigo. “Em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, as lavouras de trigo estão em estádios menos suscetíveis aos danos causados por geadas”, pondera a Conab.

Prejuízos

A Conab também informou a avaliação das culturas e dos possíveis danos que as geadas podem causar. Sobre o milho safrinha, a entidade disse que deve haver redução da produção em virtude da estiagem severa e da geada nas lavouras em estágios de floração e enchimento de grãos em Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná.

Em relação à cana-de-açúcar, a companhia relata que houve queima das folhas de parte dos canaviais do Centro-Sul do país. Esta queima acentuou as perdas causadas pelo estresse hídrico, pontua a Conab. “As unidades de produção sucroalcooleiras estão adiantando as operações de colheita para estimular a rebrota dos canaviais e minimizar as perdas da produção”, destaca a companhia.

Quanto ao café, a Conab apontou que a produção está sendo avaliada e que se espera redução em virtude do déficit hídrico. “Não há, no entanto, expectativa de impacto significativo da geada na safra corrente, que está com mais de 60% da área colhida sob condições favoráveis”, pondera a companhia.

Para o trigo, por sua vez, a expectativa também é de que haja diminuição devido à restrição hídrica em Goiás e da geada nas lavouras em estádios mais avançados em Mato Grosso do Sul, São Paulo e oeste do Paraná. Nos demais estados, conforme a Conab, as condições são favoráveis para o desenvolvimento do cereal.

Isadora Duarte