Cana: Safra / Moagem

Produção de açúcar em Pernambuco cresce 10,2% no ano, aponta Sindaçúcar

Previsão da entidade é que moagem atinja 12,4 milhões de toneladas em 2020/21, resultado similar ao visto na temporada anterior


NovaCana - 22 jan 2021 - 08:41

O Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool no Estado de Pernambuco (Sindaçúcar-PE) divulgou, nesta quinta-feira, 21, o acompanhamento da safra 2020/21 no estado.

De acordo com a entidade, até a primeira quinzena de janeiro, as usinas moeram 9,93 milhões de toneladas de cana e produziram 743,07 mil toneladas de açúcar – deste volume, 439,73 mil toneladas foram de refinado; 141,64 mil, de cristal; e 161,7 mil, de VHP para exportação. Já a produção de etanol no período foi de 290 milhões de litros.

Segundo o presidente do Sindaçúcar-PE, Renato Cunha, a safra tem acompanhado o perfil nacional e apresentou um crescimento de 10,17% na produção de açúcar em relação à temporada anterior. Conforme os números divulgados, a concentração de açúcar total recuperável (ATR) no Estado tem registrado valores de 128 kg/t a 138 kg/t.

A perspectiva é que a moagem em Pernambuco siga até março, embora sete das 13 usinas tenham projeção de encerrar a safra até a segunda quinzena de fevereiro.

O Sindaçúcar-PE acrescenta que a distribuição de chuvas de setembro a novembro, os meses de colheita, não foi considerada favorável. “Foram registrados volumes entre 1.100 mm e 1.900 mm em diversas regiões das zonas da Mata”, afirma.

Ainda assim, a previsão para a safra 2020/21 é de uma moagem de 12,4 milhões de toneladas de cana, resultado um pouco abaixo das 12,52 milhões de toneladas vistas na temporada anterior. Estes valores não consideram a matéria-prima destinada à produção de bebidas.

novaCana.com


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail