Cana: Safra / Moagem

Cooperativa Pindorama abre a safra de cana 2020/21 em Alagoas


Jornal de Alagoas - 11 ago 2020 - 10:52

Com a chegada do mês de agosto, as usinas de Alagoas se preparam para dar início a nova safra da cana-de-açúcar. De acordo com estimativas do departamento Técnico do Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool no Estado de Alagoas (Sindaçúcar-AL), deverão ser processadas, no ciclo 2020/21, aproximadamente, 18 milhões de toneladas de cana, caso se preserve a boa regularidade climática.

Neste cenário, a Cooperativa Pindorama, que anunciou o início da moagem para o dia 18 de agosto, deverá ser a primeira a entrar em operação neste novo ciclo da cana em Alagoas. A estimativa é de uma safra acima de um milhão de toneladas de cana processadas.

“Vamos começar a safra mais cedo para que possamos moer a quantidade de cana que estamos planejando. Na cana própria deveremos ter um crescimento de 15% em relação a moagem passado e essa variação positiva também deve ocorrer com a cana de terceiros. Somando os dois, deveremos chegar a um milhão de toneladas de cana beneficiadas aqui em Pindorama neste novo ciclo da cana”, afirmou o gerente agrícola da cooperativa, Danilo Wanderley.

Na moagem anterior, período 2019/20, a unidade industrial, localizada no município de Coruripe, processou mais de 896 mil toneladas de cana.

De acordo com Wanderley, o canavial de Pindorama é considerado novo, tendo uma média de três a quatro folhas. “O nosso potencial de produtividade é alto. Estamos há três anos em crescimento. Agora, aumentamos mil hectares de área plantada em relação ao ciclo passado. Com a ampliação de área cultivada, aliada a alta produtividade e aos tratos culturais, teremos um incremento significativo nesta safra 2020/21”, declarou.

Segundo ele, no período de janeiro passado até este mês de agosto, a regularidade das chuvas tem ajudado o canavial. “Para se ter uma ideia – em comparação ano passado – já choveu aqui na região 510 milímetros a mais. Chega a ser espantoso levando em consideração o verão que tivemos em 2019. Isso também vai contribuir para o aumento da produção. Se tivermos um verão chuvoso, ajudará muito. Afinal, a chuva que ocorrer de setembro a novembro dará um potencial maior no final de safra”, finalizou.


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail