Cana: Plantio

Intenção de plantio de cana para colheita em 2020/21 traz predominância de variedades jovens

Pesquisa do Instituto Agronômico de Campinas (IAC) demonstra a relação das variedades com a produtividade no campo


novaCana.com - 02 jun 2020 - 09:19 - Última atualização em: 10 jun 2020 - 11:47

Quando o assunto é a produtividade do canavial, muito se fala sobre renovação da plantação e idade média de corte. Especialistas do campo enfatizam estes dois fatores como determinantes para melhorar a qualidade da cana-de-açúcar, o que pode se converter em mais produtos, menores custos e maiores rendimentos para as usinas.

Sozinhos, os tratos do canavial não dão conta de melhorar a produtividade da plantação. Também é preciso atentar para qual a variedade da muda, como ela se desenvolve e quais os benefícios da sua utilização.

Considerando a importância deste assunto, o Instituto Agronômico de Campinas (IAC) realiza anualmente uma pesquisa com usinas e destilarias no Centro-Sul do Brasil a fim de mapear quais são as variedades de cana-de-açúcar que serão colhidas a partir da safra seguinte.

Esta é a quarta pesquisa já realizada e tem uma amostra de 162 unidades, que equivalem a 816,58 mil hectares. A pesquisa foi feita entre setembro e novembro de 2019, buscando entender quais variedades estavam sendo plantadas para a safra 2020/21. Desta forma, é possível analisar o que será colhido na atual temporada.

O principal resultado da pesquisa, referente ao Centro-Sul como um todo, indica uma mudança na concentração das variedades ao longo dos anos. As principais variedades plantadas em 2019/20 são a CTC4, com 13,4%, a RB867515, com 13,1%, a RB966928, com 12,4%, e a CTC9001, com 10,5%. Após elas, a próxima cultivar mais plantada na região registrou apenas 3,7% de intenção de plantio, a RB92579.

Na comparação entre as safras, houve um alento nas expectativas para esta temporada, já que a intenção de plantio da RB867515 caiu 11,25%. Mesmo assim, ela ainda tem a maior incidência nos canaviais da região – de acordo com o censo do IAC, ela ocupa 21% da área, mesmo que esteja em queda. Sua participação segue frequente e levará alguns anos para que seja menos representativa.

Confira, na versão completa, restrita para assinantes, as principais variedades que serão colhidas nesta safra nos principais estados e regiões produtoras do Centro-Sul, além de informações sobre a produtividade esperada e gráficos comparativos.


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR



Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail