BASF
Cana: Plantio

Canavial de excelência: Ranking define as usinas que melhor cuidam do campo

Idade das variedades e diferentes aplicações no canavial são utilizados para determinar as melhores práticas


novaCana.com - 15 fev 2019 - 09:22

A produtividade da plantação é uma das principais preocupações dos usineiros e fornecedores de cana-de-açúcar, afinal, o bom desenvolvimento do cultivo afeta diretamente seus rendimentos. Sendo assim, elementos que influenciam o campo merecem atenção.

O clima – seja mais chuvoso ou mais seco – e a idade do canavial são os fatores mais comentados quando o assunto é o que pode modificar a produtividade do canavial. Porém, a escolha das variedades que são plantadas e o manejo também podem fazer bastante diferença.

É por isso que, há dois anos, o Instituto Agronômico de Campinas (IAC), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, premia as usinas que se destacam na escolha de variedades plantadas – tanto em relação à concentração de um mesmo cultivar quanto na opção por variedades mais modernas, produtivas e avançadas, ou seja, mais novas.

Na safra 2018/19, o primeiro lugar ficou com a Usina Santa Maria, do grupo J. Pilon. Além dela, outras cinco usinas de São Paulo, uma de Goiás e uma de Minas Gerais foram premiadas – número maior que o do último prêmio.

Para chegar a esse resultado, a equipe utiliza o Índice de Concentração Varietal Ajustado (ICVA) e o Índice de Atualização Varietal (IAV), respectivamente. Os dados que geraram as informações foram obtidos por meio do Censo Varietal, que levantou o uso de variedades de 216 unidades sucroalcooleiras e 6 milhões de hectares durante a safra 2018/19 na região Centro-Sul.

Confira, na versão completa, todas usinas premiadas, suas posições nos rankings de ambos os índices e a comparação com o Centro-Sul e as regiões produtoras.

exclusivo assinantes

O texto completo desta página
está disponível apenas aos assinantes do site

veja como é fácil e rápido assinar