Cana: Mercado

Custo de produção da cana-de-açúcar por hectare cai 6,2% na safra 2019/20

Preço do diesel, dos insumos e da matéria-prima de terceiros têm grande influência sobre o valor gasto pelas usinas


novaCana.com - 02 jul 2020 - 10:06

A pandemia de coronavírus está tendo diferentes efeitos para a sociedade e para diversos setores econômicos. No sucroenergético não seria diferente, com a safra 2020/21 sendo diretamente atingida pela queda na demanda e nos preços dos combustíveis. Como uma consequência deste cenário, diversos elos da cadeia estão se distanciando das expectativas vistas ao final da temporada anterior.

A equipe do Instituto de Pesquisa e Educação Continuada em Economia e Gestão (Pecege) vem lançando, nos últimos anos, um estudo dos custos de produção para os produtores independentes e para as usinas sucroenergéticas, analisando e associando produtividade, gastos e rendimentos.

Ao analisar a safra 2019/20, excluindo a entressafra, foi constatado que o resultado havia sido melhor do que o das duas temporadas anteriores, com uma queda de 6,2% nos custos totais – de R$ 8.391,59/ha para R$ 7.870,20/ha. Isso representa uma inversão do panorama. “A gente vinha de um histórico relativamente complicado”, explicou o professor João Rosa, que atua como gestor de novos projetos do Pecege, durante a transmissão do Expedição Custos Cana, no início de junho.

De acordo com o instituto, um dos principais elementos para a queda foi a redução no preço dos insumos. Além disso, a elevação do rendimento dos canaviais em conjunto com o aumento da concentração de açúcares na cana viabilizou a diluição dos custos fixos agrícolas: “Dada a grande representatividade dos mesmos na composição do custo total, a elevação da produtividade foi fundamental na redução do custo médio da cana-de-açúcar, por meio da economia de escala”.

No texto completo (exclusivo para assinantes), saiba mais sobre a pesquisa do Pecege. A amostra envolve a participação de 50 grupos sucroenergéticos, com 88 usinas distribuídas em sete estados do Centro-Sul. Juntas, estas unidades foram responsáveis pelo processamento de, aproximadamente, 169 milhões de toneladas de cana-de-açúcar em 2019/20, o que equivale a cerca de 29% da moagem da região.


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR