Açúcar: Mercado

Czarnikow reduz projeção de consumo global de açúcar em 2020 em 2 mi t por pandemia


Reuters - 17 mar 2020 - 07:21

A trading internacional de açúcar Czarnikow reduziu nesta segunda-feira sua estimativa para o consumo global do adoçante neste ano em quase 2 milhões de toneladas, ao afirmar que a pandemia de coronavírus vai diminuir o uso geral do adoçante em países que impuseram medidas de isolamento para conter a doença.

Em uma nota a clientes, a empresa com sede no Reino Unido disse que está reduzindo em 5% a projeção para o consumo de açúcar em países como China, Alemanha, França, Itália e Coreia do Sul, entre outros.

Antes da pandemia de coronavírus, a Czarnikow esperava um aumento de 1% na utilização global de açúcar. Agora, a empresa acredita que o consumo permanecerá estável, a 172,4 milhões de toneladas.

“Isso se deve ao colapso no consumo de comidas e bebidas fora de casa e às dificuldades enfrentadas para operação normal das cadeias de oferta”, disse a Czarnikow.

O impacto da doença ao consumo de alimentos ainda é incerto, com alguns analistas afirmando que movimentos generalizados de pessoas para estocar comida podem até mesmo levar a um aumento da demanda por alimentos, ou pelo menos compensar as vendas reduzidas nos restaurantes e cafeterias. A Czarnikow não compartilha dessa visão.

“Nós provavelmente vamos estender essas reduções a outros países se ou quando eles aumentarem suas medidas de isolamento”, disse a trading, indicando que novas reduções na projeção para o consumo global são possíveis.

A Czarnikow disse que, apesar da redução no consumo, ainda espera um robusto déficit global de açúcar em 2019/20, de cerca de 10 milhões de toneladas. Esse déficit, porém, deve desaparecer na nova temporada, acrescentou a companhia.

Marcelo Teixeira


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail