Açúcar: Mercado

Açúcar branco toca máxima de três anos e meio na ICE; março é negociado a US$ 467,50/t


Reuters - 19 jan 2021 - 07:09

Os contratos futuros do açúcar branco negociados na ICE avançaram para uma máxima de três anos e meio nesta segunda-feira, apoiados por compras de fundos diante de um cenário de oferta apertada no curto prazo.

Os futuros do açúcar bruto, cujas negociações ocorrem nos Estados Unidos, não operaram nesta segunda, devido ao feriado do Dia de Martin Luther King Jr. no país. O mercado reabrirá na terça-feira.

O contrato março do açúcar branco fechou em alta de 5,80 dólares, ou 1,3%, a 467,50 dólares por tonelada, após atingir máxima de 468,70 dólares, maior nível desde maio de 2017.

Operadores disseram que as safras ruins na Tailândia e União Europeia ajudaram a deixar a oferta apertada, enquanto o Paquistão está entre os países que buscam importar o adoçante.

“A forte demanda e uma falta de contêineres na Ásia estão ajudando a elevar os preços do açúcar branco”, disse a consultoria Green Pool em relatório.

As perspectivas de importações menores pela China nos próximos meses, porém, podem acabar ajudando a limitar as altas dos preços.

“Essa possibilidade – de as importações chinesas encolherem – é o que nos faz pensar que a atual disparada nos preços está se antecipando se olharmos pelo ponto de vista dos fundamentos”, disse a corretora Marex Spectron em uma atualização semanal. “Mas o mercado do açúcar é pequeno e a quantidade de dinheiro circulando pelos mercados mundiais é enorme”.

Nigel Hunt


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail



x