banner coronavírus header fino escuro

Álcoolduto ou etanolduto

Álcoolduto ou etanolduto

Por onde o álcool duto vai passar

Semelhante ao oleoduto, que consiste em uma rede de tubulação para o transporte de petróleo e seus derivados, o álcoolduto – também chamado de etanolduto – é uma rede de dutos para o transporte de etanol. Este é um dos sistemas de transporte que as usinas podem utilizar para enviar o biocombustível para as distribuidoras, que então segue para ser vendido nos postos.

No Brasil, há dois projetos de álcoolduto, um em andamento e outro em planejamento. O primeiro liga vários estados brasileiros e está sendo executado pela Logum Logística S/A, empresa criada pela Petrobras em parceria com Cosan, Copersucar, Odebrecht, Camargo Corrêa e Uniduto. O segundo ainda está em fase de discussão no Paraná.

O projeto da Logum é composto não apenas pela "rede de tubulação", mas sim por um sistema logístico multimodal, que inclui também transporte hidroviário. O objetivo é ligar as regiões produtoras de etanol dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso do Sul ao principal ponto de armazenamento de distribuição, em Paulínia (SP).

Quando finalizado, o álcoolduto terá capacidade de transporte de até 21 milhões de metros cúbicos de etanol por ano e de armazenamento de mais de 800 milhões de litros do combustível. Para a construção do sistema, que faz parte do PAC, serão investidos R$ 7 bilhões.

A vantagens dos dutos

Este sistema de transporte pode evitar emissões de gases do efeito estufa (GEE) e reduzir prazos e custos de entrega. Segundo estimativas, o custo do transporte por dutos deve ser até 20% menor do que o rodoviário. Isso significa que uma usina pode entregar sua produção de etanol de forma mais rápida, eficiente e com menor custo.

Os problemas
A dificuldade, no entanto, está no alto custo de instalação e nos desafios ambientais. Estes dois problemas possuem a mesma origem: a forma como os dutos são instalados. Os dutos precisam ser enterrados durante todo o trajeto e isto envolve permissão das propriedades por onde ele passa e análises de impactos ambientais. Não é por acaso que o duto da Logum enfrenta esses dois gargalos. Problemas financeiros quase fizeram o projeto parar e as licenças ambientais estão atrasando o cronograma das obras. 

Como está o desenvolvimento do projeto

Iniciado em novembro de 2010, o etanolduto deve percorrer 1300 km, passando por 45 municípios dos estados citados acima. Por enquanto, porém, apenas a primeira parte foi concluída, ligando Paulínia a Ribeirão Preto, num trecho de aproximadamente 206 km de extensão.

Além disso, o terminal de Ribeirão Preto conta com espaço para armazenamento de 50 mil litros de etanol, 18 baias de descarregamento, subestação, sistema de bombeamento e incêndio, e pacotes de instrumentação e automação.

O trecho finalizado já está em pré-operação e aguarda nova autorização da ANP para operar comercialmente.

Próximos etapas do álcoolduto

O próximo trecho a ser construído é o que liga Ribeirão Preto a Uberaba, mas ainda não há data definida para o início das obras, já que elas dependem de licenças ambientais para serem começadas.

Com esta indefinição e com o anúncio da Petrobras, no final de 2012, de que não faria o aporte financeiro prometido para o programa, o cronograma de implantação do álcoolduto foi alterado e a operação de todo o sistema, inicialmente prevista para 2015, deve ser adiada para 2018.

Projeto em discussão

Por onde o etanol duto vai passar no Paraná

O Paraná está discutindo a construção de um álcoolduto ligando Sarandi, no norte do estado, a Paranaguá, passando por 23 municípios. Segundo responsáveis pelo projeto paranaense, uma rede de dutos para o transporte de etanol reduziria o volume de caminhões-tanque carregados de etanol nas estradas e, consequentemente, a emissão de GEE. Além, é claro, da economia na logística.

Notícias sobre o etanolduto:


09 mar 2022
Usinas

26 nov 2021
Investimento

23 ago 2021
Etanol: Exportação


25 fev 2021
Impostos

27 jan 2021
Etanol: Abastecimento


09 jun 2020
Logística

05 abr 2019
Etanol: Abastecimento



08 jan 2019
Etanol: Abastecimento


30 nov 2017
Logística


23 mar 2015
Logística

BNDES trava R$ 5,8 bi para obra de alcoolduto

O Estado de S. Paulo 23 mar 2015


10 nov 2014
Logística

03 out 2014
Logística

16 mai 2014
Logística

Ociosidade ainda marca etanolduto paulista

Valor Econômico 16 mai 2014