RenovaBio

RenovaBio: StoneX revisa o programa em 2021 e traça perspectivas para o futuro

De acordo com relatório da consultoria, existem atualmente 31,9 milhões de créditos de carbono disponíveis no mercado


NovaCana - 21 dez 2021 - 10:51

A StoneX divulgou, no último dia 15, um relatório contextualizando o segundo ano de atuação do RenovaBio. O documento também traçou perspectivas da agência para o próximo ano em relação ao programa e ao consumo de combustíveis do ciclo Otto, considerando o sucesso das campanhas de vacinação e retomada da mobilidade urbana.

Em setembro deste ano, as metas anuais de emissão de créditos de carbono (CBios) foram revisadas pelo Ministério de Minas e Energia (MME), para os anos de 2022 e 2031. Como explica a StoneX, isso ocorreu porque “a expectativa era que já houvesse CBios excedentes no mercado ao final de 2021”.

Assim, a meta para 2022 subiu cerca de 5% do volume previamente estipulado, totalizando 35,98 milhões de créditos. A consultoria aponta que, neste ano, houve um aumento significativo na geração de títulos pelas unidades produtoras. Em meados de setembro de 2021, o objetivo estipulado para o ano já havia sido batido em mais de 6 milhões CBios.

A StoneX explica que, mesmo de modo preliminar, as perspectivas para 2022 devem se manter positivas. Afinal, o ano vai começar com um grande volume excedente de créditos no mercado que deve ser mais do que suficiente para cumprir a meta revisada.

Confira na reportagem completa, exclusiva para assinantes, mais detalhes sobre os resultados do RenovaBio neste ano e perspectivas futuras da StoneX para o programa.


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR



Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail