PUBLICIDADE
ARMAC
Milho

USDA reduz projeção para o rendimento do milho dos Estados Unidos


Agência Estado - 15 ago 2022 - 07:50

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) reduziu nesta sexta-feira, 12, sua estimativa para a produção de milho no país na temporada 2022/23. Em seu relatório mensal de oferta e demanda, a agência ajustou a produção de milho de 14,505 bilhões para 14,359 bilhões de bushels (368,43 milhões para 364,72 milhões de toneladas).

O valor ficou abaixo do esperado por analistas consultados pelo Wall Street Journal, de 14,383 bilhões de bushels (365,33 milhões de toneladas).

Por sua vez, a produtividade foi cortada de 177 para 175,4 bushels por acre (11,11 para 11,01 toneladas por hectare), ante expectativa dos analistas de 175,8 bushels por acre (11,03 toneladas por hectare).

O USDA ainda estimou as reservas domésticas de milho ao fim da temporada 2022/23 em 1,388 bilhão de bushels (35,26 milhões de toneladas), em comparação a 1,47 bilhão de bushels (37,34 milhões de toneladas) no mês passado. Os analistas consultados pelo Wall Street Journal esperavam 1,383 bilhão de bushels (35,13 milhões de toneladas).

Já as reservas domésticas de milho referentes à temporada 2021/22 foram elevadas de 1,51 bilhão para 1,53 bilhão de bushels (38,35 milhões para 38,86 milhões de toneladas), ante previsão de analistas de 1,518 bilhão de bushels (38,56 milhões de toneladas).

Estoques mundiais

O USDA cortou sua projeção para estoques mundiais de milho ao fim de 2022/23, de 312,9 milhões para 306,7 milhões de toneladas. O mercado esperava 309,8 milhões de toneladas.

Quanto à safra 2021/22, o USDA reduziu os estoques globais de milho de 312,3 milhões para 311,84 milhões de toneladas, abaixo do esperado pelo mercado, de 313,3 milhões de toneladas.

Com informações da Dow Jones Newswires

Tags: Milho EUA USDA

PUBLICIDADE FMC_VERIMARK_INTERNO FMC_VERIMARK_INTERNO

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x