PUBLICIDADE
BN novacana 1300x150
Milho

StoneX vê recorde de 120,1 milhões de toneladas para a safra de milho brasileira


Reuters - 02 dez 2021 - 09:00

A consultoria StoneX estimou nesta quarta-feira, 1º, uma produção de milho em recorde de 120,1 milhões de toneladas no ciclo 2021/22, considerando as três safras do país.

A empresa apontou a produção de milho na segunda safra, a maior do Brasil, em 88,87 milhões de toneladas, ante 87,53 milhões na projeção anterior.

“Como a temporada ainda está em seu início, muitos fatores podem alterar as expectativas. Entre elas, o clima”, declarou.

O incremento estimado para a produção da segunda safra é resultado de perspectivas mais positivas para a área em Goiás e Mato Grosso do Sul.

Segundo a consultoria, houve um aumento de 2,8% na projeção para a área goiana, para 1,86 milhão de hectares, resultando em uma elevação de mesmo patamar na produção, para 11,4 milhões de toneladas.

Para o Mato Grosso do Sul, a elevação foi de 11,4%, para 2,25 milhões de hectares, compensando a leve revisão para baixo na produtividade, o que gerou um aumento de 9,4% na produção esperada, para 12,1 milhões de toneladas.

“Apesar das boas expectativas de oferta, o consumo doméstico da safra 2021/22 está calculado em 75,5 milhões de toneladas, levando ao recuo dos estoques finais em comparação com a estimativa divulgada em novembro, para 14,87 milhões”, ressaltou a StoneX.

Ainda de acordo com a consultoria, as exportações do cereal devem alcançar 41 milhões de toneladas na safra atual, ante 18,5 milhões no ciclo anterior, quando a produção da safrinha foi fortemente afetada por problemas climáticos.

Roberto Samora e Nayara Figueiredo


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
Card image


x