PUBLICIDADE
BN novacana 1300x150
Milho

SRB defende rejeição do projeto que estabelece imposto sobre exportação de milho


Agência Estado - 28 jan 2022 - 10:45

A Sociedade Rural Brasileira (SRB) defendeu a rejeição do Projeto de Lei 2814/21, que estabelece um imposto de 15% sobre as exportações de milho.

“Não podemos concordar com este tipo de proposta. Precisamos de incentivos ao crescimento do agronegócio, para que todas as cadeias produtivas sigam gerando riquezas ao país e garantindo alimentos na mesa do brasileiro”, disse em nota a presidente da SRB, Teresa Vendramini.

O projeto tramita em caráter conclusivo, mas ainda passará pelas comissões de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

A dirigente lembra que a safra 2021/22 está sendo marcada pela seca na região Sul do Brasil, com prejuízos aos produtores. “O papel do poder público é dar apoio tanto aos produtores quanto aos consumidores de milho em momentos como esse, jamais restringir as alternativas de comercialização da safra”, acrescentou Vendramini.

Veto

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou ontem, 27, que vetaria o projeto em tramitação na Câmara dos Deputados para criar imposto de até 15% sobre as exportações de milho, na tentativa de ampliar o atendimento ao mercado interno.

“É uma interferência do Estado no livre mercado”, criticou o presidente em transmissão ao vivo nas redes sociais. “Se porventura aprovar, a gente tem caneta para o veto”, acrescentou.

Isadora Duarte e Eduardo Gayer


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE


x