PUBLICIDADE
BN novacana 1300x150
Milho

Rio Grande do Sul deve precisar importar 4 milhões de toneladas de milho em 2022


Agência Estado - 15 jun 2022 - 08:44

Entre 2020 e 2021, o Rio Grande do Sul importou cerca de 2 milhões de toneladas de milho e, neste ano, as compras externas devem se ampliar para, pelo menos, 4 milhões de toneladas.

Esses números foram apresentados na segunda-feira, 13, pelo diretor executivo do Sindicato das Indústrias de Produtos Suínos (Sips), Rogério Kerber, durante reunião da Câmara Setorial do Milho da secretaria de agricultura, pecuária e desenvolvimento rural do estado.

Segundo Kerber, de fato, este ano o momento é “mais desafiador” porque o estado terá uma produção bem menor de milho do que nos dois anos anteriores. “Já se projeta uma necessidade de aquisição de milho em outros estados e mesmo em outros países, de cerca de 4 milhões de toneladas do grão”, confirmou, em nota divulgada pela secretaria.

Ainda conforme Keber, o fluxo de entrada de milho importado do Paraguai e da Argentina está intenso, mas enfrenta dificuldade por causa de uma operação padrão realizada por servidores da Receita Federal e do Ministério da Agricultura.

“O ministério não tem técnicos suficientes para atender à demanda (de fiscalização da importação)”, disse ele, referindo-se ao fluxo de veículos que entram via terrestre por São Borja e Porto Xavier.

“Estão sendo feitas tratativas para a abertura do porto em Porto Mauá, mas também, infelizmente, não há técnicos do ministério para viabilizar o trânsito portuário”, continuou. “São desafios enormes que o setor enfrenta”.


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
Card image


x