PUBLICIDADE
ARMAC
Milho

Preços do milho se recuperam em Chicago e seguem subindo na B3


Reuters - 05 ago 2022 - 07:27

Os contratos futuros do milho negociados nos Estados Unidos subiram nesta quinta-feira, 4, depois de caírem no início da semana.

Os negociantes observaram que o mercado está acompanhando de perto os desenvolvimentos na Ucrânia, já que os grãos começam a sair de seus portos pela primeira vez desde fevereiro, embora em ritmo lento.

Um graneleiro turco deve chegar ao porto ucraniano de Chornomorsk no Mar Negro na sexta-feira e será o primeiro navio a atracar em um porto ucraniano durante a invasão da Rússia, disse um porta-voz da administração regional de Odessa.

Os negociantes observaram, no entanto, que ainda há grandes desafios a serem superados antes que grandes volumes possam ser enviados de um dos maiores exportadores mundiais de trigo e milho.

O contrato de milho mais ativo em Chicago subiu 9,75 centavos, para US$ 6,06 por bushel, com o mercado acompanhando de perto o clima no Meio-Oeste dos EUA.

Um arrefecimento nas temperaturas contribuiu para uma queda nos preços no início desta semana, embora ainda existam preocupações com o clima quente e seco na região.

A atenção também estava começando a se voltar para as previsões mensais de produção do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA), que serão divulgadas na próxima semana, enquanto o mercado procurava avaliar as perspectivas para as safras de milho e soja.

Na bolsa brasileira B3, o movimento de elevação segue pela terceira sessão consecutiva. O contrato de milho para setembro subiu 1,69%, para R$ 87,35 por saca de 60 quilos, enquanto o com vencimento em novembro teve alta de 1,52%, indo a R$ 89,35 por saca.

Com reportagem de Gus Trompiz, Nigel Hunt e Naveen Thukral; informações adicionais NovaCana


PUBLICIDADE BASF GIGA INTERNAS BASF GIGA INTERNAS

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x