PUBLICIDADE
ARMAC
Milho

Preços do milho em Chicago têm limite diário de baixa com melhora climática nos EUA


Reuters - 07 jul 2021 - 07:13

Os contratos futuros de milho negociados em Chicago atingiram um limite diário de queda nesta terça-feira, com previsões para clima mais ameno e úmido nos Estados Unidos aliviando preocupações sobre condições de safra desfavoráveis.

Os preços recuaram após alta de 12% na semana passada, com estimativas de plantio abaixo do esperado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês). A perspectiva deixou o mercado mais sensível para a seca no norte e no oeste do cinturão de milho dos EUA.

Com isso, ficou difícil para os contratos futuros agrícolas terem rali adicionais com clima favorável no Meio-Oeste, disse o diretor de insight de mercado para a corretora RJ O’Brien, Rich Feltes.

O USDA, em relatório mensal, avaliou 64% da safra em condições boa a excelente, sem mudanças ante a semana passada e alinhada com as expectativas de analistas.

“Existe uma pequena questão sobre o cenário úmido para esta semana que deve prover chuvas benéficas para algumas das áreas mais secas do Iowa, de Minnesota e das Dakotas, enquanto também está reduzindo riscos para a região”, disse o chefe de economia de commodities da corretora StoneX, Arlan Suderman.

Os futuros do milho caíram ao limite diário de 40 centavo de dólar até o contrato para maio de 2022, com o mais ativo, para dezembro, encerrando em 5,3975 dólares o bushel.

Tom Polansek


PUBLICIDADE FMC_VERIMARK_INTERNO FMC_VERIMARK_INTERNO

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x