Milho

Milho sobe em Chicago em meio a contexto turbulento para os grãos


Reuters - 28 set 2022 - 07:26

Os contratos futuros de milho negociados na Bolsa de Chicago fecharam em alta nesta terça-feira, 27, diante de preocupações com a escalada do conflito na Ucrânia e uma pausa no rali do dólar para máximas de 20 anos, estimulando uma rodada de cobertura de posições, disseram traders.

A moeda norte-americana mais forte torna os grãos dos Estados Unidos menos competitivos globalmente, mas o índice do dólar interrompeu seu rali, encerrando logo abaixo do pico estabelecido no dia anterior.

Os traders também estão de olho no conflito na Ucrânia, que interrompeu as exportações de grãos do Mar Negro depois que um aliado do presidente russo, Vladimir Putin, emitiu um novo alerta nuclear para a Ucrânia e o Ocidente.

As tendências nos mercados externos continuam sendo um fator-chave para os futuros de grãos, devido aos temores de uma recessão global que poderia reduzir a demanda.

Em Chicago, o contrato do milho para dezembro fechou com uma alta de 1,25 centavo, a US$ 6,675 por bushel, permanecendo dentro da faixa de negociação de segunda-feira.

Os futuros de milho atraíram apoio de um início lento para a colheita dos EUA, embora as previsões meteorológicas apontassem condições favoráveis de seca em grande parte do Meio-Oeste nesta semana, o que deve ajudar a avançar o trabalho de campo.

Em contrapartida, o movimento foi de retração na bolsa brasileira B3. Os futuros de milho para novembro caíram 0,8%, para R$ 89,09 por saca de 60 quilos; já os com vencimento em janeiro de 2023 tiveram queda de 0,61%, indo a R$ 93,33 por saca.

Julie Ingwersen
Com informações adicionais NovaCana


PUBLICIDADE BASF_NOV_INTERNAS BASF_NOV_INTERNAS

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x