PUBLICIDADE
ARMAC
Milho

Milho sobe em Chicago ante incerteza com safra dos Estados Unidos


Reuters - 12 ago 2022 - 07:41

Os contratos futuros de milho negociados nos Estados Unidos se firmaram nesta quinta-feira, 11, com o dólar mais fraco dando suporte às commodities cotadas nesta moeda e os traders ajustando suas posições antes da divulgação do relatório de acompanhamento do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA, na sigla em inglês).

O milho ainda foi apoiado por preocupações com o clima quente e seco, que estressa a safra do Meio-Oeste dos EUA em seus estágios finais de desenvolvimento. Partes do Meio-Oeste dos EUA receberam chuva nos últimos dias, mas a expectativa é que o calor nas regiões ocidentais do cinturão agrícola continue impactando as colheitas.

Esse clima seco e quente está aumentando a incerteza dos investidores sobre os riscos de rendimento das safras. Os traders esperam que o USDA reduza suas perspectivas para a produção de milho dos EUA, de acordo com uma pesquisa da Reuters com analistas do mercado.

Em Chicago, o contrato de milho mais ativo fechou o dia em alta de 9,25 centavos, a US$ 6,2775 por bushel.

Na bolsa brasileira B3, por sua vez, o milho voltou a ter elevação após a queda na véspera. O contrato para setembro subiu 2,52%, para R$ 89,20 por saca de 60 quilos, enquanto o com vencimento em novembro teve alta de 2,51%, indo a R$ 91,80 por saca.

P.J. Huffstutter
Com reportagem de Gus Trompiz e Naveen Thukral; informações adicionais NovaCana


PUBLICIDADE FMC_VERIMARK_INTERNO FMC_VERIMARK_INTERNO

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x