PUBLICIDADE
ARMAC
Milho

Milho para maio tem leve queda em Chicago, mas segue subindo na B3


NovaCana - 08 mar 2022 - 07:43

Diversas commodities registraram alta nesta segunda-feira, 7, acompanhando uma busca de industriais por matérias-primas e o receio de problemas na oferta advindos da guerra na Ucrânia. Nos mercados agrícolas negociados em Chicago, o trigo subiu mais de 7%, chegando a um recorde de 14 anos.

Em relação ao milho, Rússia e Ucrânia representam 19% das exportações globais do grão. Ainda assim, o dia encerrou com queda. O contrato com vencimento em maio teve uma variação negativa de 3,50 centavos de dólar por bushel, o equivalente a uma retração de 0,46%, indo para US$ 7,5075 por bushel.

No Brasil, por sua vez, a B3 seguiu em um movimento de alta. O futuro do milho para maio subiu 0,95%, para R$ 105,37 por saca. Já o com vencimento em julho teve uma alta de 0,79%, sendo negociado a R$ 99,59 por saca.

NovaCana
Com informações da Reuters


PUBLICIDADE BASF GIGA INTERNAS BASF GIGA INTERNAS

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x