PUBLICIDADE
ARMAC
Milho

Importações de milho na China disparam para novo recorde em 2021


Reuters - 18 jan 2022 - 10:46

As importações chinesas de milho em 2021 praticamente triplicaram em volume em relação ao ano anterior, atingindo um novo recorde, conforme mostram dados alfandegários nesta terça-feira, 18, enquanto compradores se voltaram para alternativas internacionais mais baratas com os preços em alta e um aperto na oferta doméstica.

A China, principal mercado de grãos do planeta, importou 28,35 milhões de toneladas de milho em todo ano de 2021, uma alta de 152% ante o número de 11,3 milhões, que já era um recorde, em 2020, mostraram dados da Administração Geral Alfandegária.

As importações de trigo nos primeiros 12 meses do ano também bateram o recorde com 9,77 milhões de toneladas, alta de 16,6% a partir dos 8,38 milhões em 2020, apontam os dados.

O preço do milho chegou a um patamar recorde em 2021, após Pequim reduzir seu gigantesco estoque temporário do grão e o clima desfavorável afetar a produção na principal região produtora no ano anterior.

Compradores intensificaram as importações de grãos como milho e trigo para suprir a diferença doméstica na oferta de milho.

Mas o apetite chinês por grãos importados mostrou sinais de queda nos últimos meses do ano, com uma safra maior pressionando os preços nacionais para baixo, enquanto a demanda de ração para a pecuária enfraqueceu com a margem da produção de carne suína em queda.

As importações de milho em dezembro estavam em 1,33 milhão de toneladas, uma queda de 39,9% em relação ao ano anterior, de acordo com os dados.

Hallie Gu e Dominique Patton


PUBLICIDADE BASF GIGA INTERNAS BASF GIGA INTERNAS

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x