Milho

Hungria pode se tornar importador líquido de milho após seca atingir safra


Reuters - 06 out 2022 - 07:38

A Hungria, um grande produtor de grãos, pode acabar se tornando um importador líquido de milho na temporada atual depois que a seca deste ano reduziu os rendimentos, disse o Ministério da Agricultura húngaro à Reuters.

O ministério disse que a safra de milho de 2022 foi estimada em cerca de 3 milhões de toneladas, em comparação com 7 milhões a 9 milhões de toneladas colhidas em circunstâncias normais. A Hungria geralmente exporta cerca de 3 milhões a 4 milhões de toneladas, com importações mínimas.

“O ano econômico de 2022/23 apresentou à Europa e à Hungria uma situação extremamente difícil no mercado de grãos como resultado da severa seca”, disse, em uma resposta por e-mail. “Os rendimentos da safra de verão de 2022 (trigo, cevada, colza, centeio, aveia) já caíram abaixo da média e os efeitos da seca se manifestam ainda mais drasticamente na safra de outono”.

O país da Europa Central colheu 3,9 milhões de toneladas de trigo de outono e 1,4 milhão de toneladas de cevada, já que a safra de verão terminou mais cedo do que o normal devido ao calor e à seca deste ano.

O impacto da seca contribuiu para um aumento da inflação húngara para máximas de duas décadas.

No início desta semana, membros da indústria disseram que a Hungria importou cerca de 1 milhão de toneladas de milho, quase um quarto de suas necessidades anuais nos últimos 12 meses, principalmente da vizinha Ucrânia.

Gergely Szakacs

Tags: Milho

PUBLICIDADE BASF_NOV_INTERNAS BASF_NOV_INTERNAS

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x