Milho

Estoques globais de milho em 2022/23 devem continuar ajustados, aponta StoneX


Agência Estado - 21 set 2022 - 08:58

O suprimento global de milho deve seguir apertados na safra 2022/23, segundo a especialista em Inteligência de mercado da consultoria StoneX, Ana Luiza Lodi. A consultora participou de live promovida no fim da tarde de ontem, 20, pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

Citando dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), Lodi informou que a projeção de produção em 2022/23 deve ser de 1,172 bilhão de toneladas de milho, para um estoque inicial de 312,14 milhões de toneladas. O consumo, por sua vez, está estimado pelo USDA em 1,18 bilhão de toneladas e o estoque, ao fim da temporada 2022/23, em 304,53 milhões de toneladas.

“A estimativa indica produção abaixo do consumo nesta safra”, alerta Lodi, lembrando que a situação pode se apertar mais tendo em vista as dúvidas quanto à produção e à exportação de grãos por parte da Ucrânia. “E a safra brasileira de milho só será definida no segundo semestre do ano que vem, com a colheita de inverno”, acrescenta.

Já pelo lado da demanda, há preocupações com o desempenho econômico da China e a política de tolerância zero quanto à covid-19. “Estamos começando uma safra na América do Sul e a demanda pode ter grandes mudanças tanto na soja quanto no milho”, completou.

Tânia Rabello


PUBLICIDADE FMC_VERIMARK_INTERNO FMC_VERIMARK_INTERNO

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x