Etanol

Indústria americana de etanol 'encolhe' em 2012


Valor Econômico - 23 nov 2012 - 07:44 - Última atualização em: 23 nov 2012 - 10:41
eua-milho-etanol-petroleo-231112
O Comissão Federal de Comércio (FTC, na sigla em inglês), órgão americano equivalente ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) no Brasil, apresentou relatório nesta semana atestando que o mercado americano de etanol continua desconcentrado, apesar de ter "encolhido" em 2012. Ao todo são 154 empresas nacionais produzindo etanol ou com previsão de iniciar a produção nos próximos 12 a 18 meses. O número mostra uma retração, uma vez que em 2011 eram 164 plantas industriais no país.

O estudo do órgão antitruste identificou que a participação da maior indústria do biocombustível na capacidade total instalada no país recuou levemente para 11,1%, ante os 11,5% registrados em 2011. Em 2007, o maior produtor respondia por 16% da capacidade total e, em 2006, por 21%. Nesse sentido, o número de indústrias de menor porte aumentou nos Estados Unidos. Em setembro de 2012 eram dez pequenos produtores de etanol a mais do que em setembro de 2011.

Por causa do aperto de margens de lucro do biocombustível, produzido nos EUA a partir de milho, a capacidade anual instalada dessa indústria caiu no país dos 15,2 bilhões de galões (57,3 bilhões de litros) em setembro de 2011 para 14,9 bilhões de galões (56,4 bilhões de litros) em setembro de 2012.

Como consequência, o número de empresas produzindo etanol também vem caindo desde o relatório de 2011. Em setembro de 2012 foram contabilizadas no país 154 empresas (entre em produção e previstas para iniciar a produção nos próximos 12 a 18 meses), ante as 164 indústrias no ano passado.

No relatório, o FTC mostra que a queda do lucro do setor se aprofundou na primeira metade de 2012, basicamente por causa da combinação de abundância de etanol, baixa demanda global por gasolina e altos preços de milho.

Apesar do encolhimento da capacidade instalada no país, a produção de etanol aumentou neste ano, refletindo maior utilização e maior eficiência do uso da capacidade existente. Segundo o FTC, a produção de etanol nos Estados Unidos aumentou aproximadamente 2% entre 2011 e 2012, de 13,7 bilhões de galões (51,8 bilhões de litros) para perto de 14 bilhões de galões (52,9 bilhões de litros). Desde 2000, a produção americana de etanol aumentou perto de 870% de 1,6 bilhão de galões (6,0 bilhão de litros).

O FTC alertou que será necessário implantar no país capacidade adicional de produção de etanol para atender aos mandatos futuros, inclusive para o etanol avançado. Uma planta de etanol celulósico está atualmente produzindo em escala comercial. A construção de outra unidade foi concluída e a mesma já obteve registro da Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA, na sigla em inglês) para funcionar.

Fabiana Batista

PUBLICIDADE BASF_NOV_INTERNAS BASF_NOV_INTERNAS

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x