Vallourec
Internacional

Estoque de milho deve cair nos EUA com maior exportação e uso para etanol, diz USDA


Reuters - 08 mar 2018 - 16:03

A oferta de milho dos Estados Unidos será menor do que a esperada devido à forte demanda de exportação e à crescente produção de etanol, disse o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA, na sigla em inglês) nesta quinta-feira.

No relatório de oferta e demanda deste mês, o USDA fixou o estoque final de milho dos EUA a 2,127 bilhões de bushels, abaixo dos 2,352 bilhões do mês passado e inferior ao piso das previsões do mercado obtidas em uma pesquisa da Reuters, que apontou um intervalo entre 2,240 bilhões e 2,352 bilhões de bushels.

O USDA aumentou sua estimativa para a exportação de milho norte-americana no ano-safra 2017/18 em 175 milhões de bushels, para 2,225 bilhões de bushels. Aumentou também sua estimativa para o uso de milho usado para etanol para 5,575 bilhões de bushels, de 5,525 bilhões de bushels anteriormente.

O órgão cortou também a previsão para a colheita de milho da Argentina em 3 milhões de toneladas, já que o tempo quente e seco diminuiu o potencial de rendimento da safra nas importantes áreas produtoras do país. A expectativa é que, no país, a safra de milho seja de 36 milhões de toneladas.

Por sua vez, a colheita de milho no Brasil foi projetada em 94,5 milhões de toneladas.

Mark Weinraub
Com edição novaCana.com