Internacional: Açúcar

EUA e México prorrogam discussão e acordo sobre açúcar pode sair nesta terça


Dow Jones Newswires - 06 jun 2017 - 08:34

Estados Unidos e México estão próximos de um acordo que deve evitar uma guerra comercial entre os dois países por causa das exportações mexicanas de açúcar, disse nesta segunda-feira, 5, o secretário de Comércio norte-americano, Wilbur Ross. “Os dois lados chegaram a entendimentos de forma bastante significativa”, disse Ross em comunicado.

Ao mesmo tempo, o secretário disse que um acordo não seria finalizado nesta segunda-feira e que as negociações foram prorrogadas por 24 horas, até o fim de terça-feira, para que os dois lados concluam as consultas técnicas finais. No início de maio, Ross estabeleceu a data de 5 de junho como prazo final para que os dois países chegassem a um acordo. Caso contrário, os EUA adotariam uma tarifa sobre as importações de açúcar do México.

Alguns produtores norte-americanos acusam seus colegas mexicanos de prática de dumping, que seria sustentada por subsídios irregulares. A indústria mexicana de açúcar, por sua vez, ameaçava exigir barreiras à importação de xarope de milho de alta frutose dos EUA caso o país adotasse tarifas sobre a importação de açúcar do México.

Um porta-voz do Ministério da Economia do México não comentou imediatamente a prorrogação das negociações.

O Departamento de Comércio dos EUA não deu detalhes sobre as conversas, mas o acordo deve incluir limites mais rígidos para a quantidade e os tipos de açúcar que o México pode vender para os EUA.

Por sua vez, o secretário de Agricultura dos EUA, Sonny Perdue, disse estar otimista quanto a um possível acordo entre EUA e México para resolver uma disputa sobre as exportações mexicanas de açúcar. “Estou confiante de que os dois lados entenderão que é do interesse de ambos chegar a uma resolução, em vez de reintroduzir tarifas que confundem e distorcem o mercado de outras maneiras”, disse Perdue durante uma visita ao Canadá. “É claro que essas negociações são duras, têm sido duras, com ambos os lados bastante firmes em algumas de suas demandas”.

A disputa teve início em 2008, quando entrou em vigor o livre comércio de açúcar entre os dois países de acordo com os termos estabelecidos em 1993 pelo Tratado de Livre Comércio da América do Norte (Nafta, na sigla em inglês). O forte aumento que se seguiu nas exportações mexicanas de açúcar motivou as queixas da indústria norte-americana.

A administração do presidente Barack Obama ameaçou impor barreiras às importações de açúcar do México, mas os dois lados negociaram em 2014 um acordo que impôs cotas e controles de preço sobre o produto mexicano. Embora tenham aceitado o pacto inicialmente, produtores norte-americanos passaram a reclamar que o acordo não estaria funcionando como planejado, o que levou à rodada mais recente de negociações.

Com edição novaCana.com

Tags: EUA México

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail