Internacional: Açúcar

Após escassez de contêineres, Índia exporta recorde de açúcar em março

Volume recorde exportado no último mês foi 40% maior do que o recorde mensal anterior, estabelecido em fevereiro de 2020


Notícias Agrícolas - 15 abr 2021 - 12:23

A Índia, segunda maior produtora e uma das maiores exportadoras de açúcar do mundo, registrou volume recorde de embarques no último mês de março, com 1,2 milhão de toneladas, segundo dados levantados pela trading inglesa Czarnikow. Na temporada 2020/21 (outubro a setembro), os embarques totalizam 3,8 milhões de toneladas.

“A maior parte das exportações de açúcar do mês passado foi de açúcar bruto por meio de navios a granel, já que as usinas conseguiram contornar a sucessiva escassez de contêineres”, destacou em relatório a trading.

O volume recorde exportado em março foi 40% maior do que o recorde mensal anterior, estabelecido em fevereiro de 2020. Com esse salto no último mês, e mantendo os embarques em alta, a Índia não deverá ter problemas para cumprir a meta de seu subsídio à exportação de açúcar de 6 milhões de toneladas para a safra.

As exportações do tipo bruto pela Índia em março foram de 820 mil toneladas, um avanço de 367 mil sobre o mês anterior. Neste ano, o país exportou cerca de 1,39 milhão de toneladas de açúcar bruto. “Este forte ritmo de exportação de açúcar bruto deve continuar, com mais 669 mil toneladas já indicadas para embarque em abril”, disse a Czarnikow.

O principal comprador do açúcar bruto da Índia neste ano foi a Indonésia.

Por sua vez, os embarques de açúcar branco em março totalizaram 378 mil toneladas, com uma queda de 24 mil no comparativo mensal. A Índia acumula no ano exportação do tipo de 1,15 milhão de toneladas, sendo o Afeganistão o principal comprador do produto indiano.

Jhonatas Simião


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail



x