BASF
Informe publicitário

Muneo® Biokit: Sinergia entre agroquímicos e biológicos na lavoura garante longevidade e aumento de produtividade dos canaviais


BASF - 06 nov 2019 - 14:56

O momento da reforma dos canaviais se configura como uma das principais tarefas dentro do ciclo produtivo da cana-de-açúcar. Isso porque, neste momento, é possível agir de maneira a proporcionar um ambiente ainda mais favorável ao pleno estabelecimento e desenvolvimento da cultura, seja eliminando plantas daninhas de difícil controle, executando um bom manejo físico e químico dos solos ou reduzindo o potencial de infestação de diversas pragas e doenças de solo e rizomas. Ou seja, todo investimento realizado na reforma do canavial será de fundamental importância para permitir a expressão da produtividade, a longevidade e o vigor dos canaviais ao longo das safras. Além disso, considerando todo custo de produção agrícola, as reformas representam o maior valor a ser investido, portanto, o produtor deve racionalizar os investimentos, a fim de garantir um excelente estabelecimento e desenvolvimento agronômico da planta, com custos adequados.

A proteção inicial contra pragas como o gorgulho (Sphenophorus levis), cupins e Migdolus fryanus, nos plantios de cana-de-açúcar, é fundamental para se obter um canavial de alto potencial produtivo, não obstante, a proteção contra doenças como a podridão abacaxi (Ceratocystis paradoxa) e podridão vermelha (Colletotrichum falcatum) necessitam estar asseguradas. A expansão destas pragas e doenças para todas as regiões canavieiras do Brasil se faz na maioria das vezes por meio das mudas no momento da reforma do canavial. Isso faz com que o tratamento preventivo seja imprescindível, evitando a ocorrência para não causar maiores prejuízos. Se somados, estes fatores podem reduzir drasticamente o rendimento do canavial, comprometendo a sua produtividade e longevidade, variáveis que irão impactar diretamente na rentabilidade e sobrevivência do produtor.

Embora os defensivos químicos sejam fundamentais para a implantação dos canaviais para prevenção destes fatores, faz-se necessário proporcionar vigor, velocidade de germinação e um sistema radicular plenamente estabelecido durante a cana planta, o que irá minimizar os efeitos adversos do ambiente. Produtos biológicos que contenham bactérias promotoras de crescimento em plantas, como o Nitrospirillum amazonense, proporcionam benefícios a cana-de-açúcar, como a fixação biológica de nitrogênio e a síntese de diferentes hormônios de crescimento (auxinas e citocininas), que irão culminar em um canavial com menor índice de falhas, mais vigoroso, com sistema radicular mais desenvolvido e, portanto, capaz de enfrentar melhor as adversidades refletindo em maiores produtividades ao longo das safras.

Esse grupo de micro-organismos é capaz de transformar o nitrogênio atmosférico em nitrogênio absorvível pelas plantas, proporcionando aumento de rendimento de forma mais sustentável e econômica. Esse nutriente é um componente essencial para a produção agrícola e sua restrição pode limitar o crescimento das plantas, impactando negativamente no sistema produtivo da cana-de-açúcar.

Ainda assim, devemos extrair o máximo potencial das tecnologias disponíveis, sejam elas provenientes de produtos químicos ou biológicos, buscando sempre a sinergia entre os compostos. Nesse caso, a associação da bactéria promotora de crescimento presente no produto Aprinza® (Nitrospirillum amazonense) com ativos químicos específicos e compatíveis do produto Muneo®, irão promover um manejo racional ao longo de todo o ciclo de desenvolvimento da cana-de-açúcar, onde ora teremos proteção contra agentes redutores da produtividade (pragas, doenças, nematoides etc.), ora teremos estímulo ao crescimento e desenvolvimento do canavial. O resultado dessa sinergia será traduzido em maior produtividade e longevidade dos canaviais brasileiros, e esta é a proposta do produto Muneo® Biokit.

Outro fator que deve ser levado em conta é que, muitas vezes, o produtor de cana-de-açúcar, para ampliar o controle de pragas e melhorar o estabelecimento da cultura, opta por utilizar vários produtos em busca da boa implantação do canavial, o que gera transtornos operacionais, riscos de incompatibilidade, erros de dosagem, maior exposição do operador, e custos elevados. Com a utilização racional de insumos agrícolas, o produtor poderá utilizar um único produto formulado com vários ingredientes ativos em associação com a bactéria diazotrófica (Nitrospirillum amazonense), facilitando assim a dinâmica operacional, logística e armazenagem.

A proposta de associação de manejo químico em conjunto com biológico demonstra que ambos podem agregar no manejo da cana-de-açúcar, quebrando alguns paradigmas e criando uma atividade agrícola mais sustentável e produtiva.