Usinas

Usina Paineiras, interditada após denúncia, volta a funcionar no Espírito Santo


Tribuna Online (ES) - 26 out 2020 - 07:33

A Usina Paineiras, em Itapemirim (ES), foi interditada pelo Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) em 17 de outubro. A Usina, porém, conseguiu uma liminar na Justiça e voltou a processar cana-de-açúcar na última quinta-feira. Dois dias antes da interdição, a empresa já havia sido notificada pelo órgão.

De acordo com o órgão ambiental, foram recebidas denúncias de que a produtora de açúcar e etanol estaria emitindo fuligem em excesso pelas chaminés e caldeiras. Durante fiscalização, essa situação foi comprovada e o órgão fez a interdição.

“A empresa deve cumprir a intimação e adequar os sistemas de controle ambiental das caldeiras, bem como atender os padrões de emissão estabelecidos na legislação ambiental vigente”, disse o Iema, por meio de nota.

A usina, por sua vez, enviou um posicionamento: “A indústria chegou a apresentar um plano de ação para realizar as obras demandadas após a safra”. A empresa argumentou ainda que a estimativa é que a safra deste ano use a metade da quantidade máxima de cana-de-açúcar suportada pela produção.

A justificativa é a escassez de matéria-prima, consequência das secas dos últimos anos. Ainda assim, a Usina Paineiras espera que a produção seja a melhor dos últimos cinco anos.

A equipe que fiscalizou o local ainda vai divulgar um parecer técnico, trazendo as observações feitas durante a vistoria. A empresa ainda não foi multada, mas o Iema ainda poderá aplicar alguma penalização, como multa, diante das infrações identificadas.

Ludmila Azevedo, Rodrigo Péret e Simony Giuberti