PUBLICIDADE
BN novacana 1300x150
Usinas

Usina com dívida de R$1 bilhão demite mais de 220 funcionários


Campo Grande News - 21 jun 2013 - 09:03 - Última atualização em: 29 nov -1 - 20:53
divida-usina-cbaa-ms-210613
Mais de 220 funcionários da usina de álcool Santa Olinda, pertencente ao grupo CBAA (Companhia Brasileira de Açúcar e Álcool) e Agrisul Agrícola LTDA, localizada em Sidrolândia, a 71 km de Campo Grande, foram demitidos nesta quinta-feira (20).

Segundo informação do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Açúcar e Álcool de Rio Brilhante, não houve nenhuma justificativa ou previsão de acerto com os demitidos.

Foram pelo cerca de 160 dias sem receber salários, o que levou os trabalhadores um protesto no último dia 12, no centro de Campo Grande. A dívida já ultrapassava R$ 1 bilhão com bancos, fisco e funcionários, a usina já havia sido denunciada pelo MPT (Ministério Público do Trabalho) há anos, por ilegalidades como atraso de pagamento de salários, jornada de trabalho acima do permitido pela lei e não pagamento das rescisões contratuais e descumprimento de normas de segurança.

"Ficou apenas uma meia dúzia para cuidar do patrimônio", afirmou em nota o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Oviedo dos Santos, que liderou o movimento de protesto na semana passada em Campo Grande.

Na época do protesto (dez dias atrás) a dívida com salários chegava a R$ 15 milhões. Segundo os empregados, entre 2008 e 2009, a empresa chegou a lucrar R$ 24 milhões por mês. A produção era de oito mil sacas de açúcar e 300 mil litros de álcool por dia. Hoje, eles garantem que a realidade é bem diferente, e apesar das 300 toneladas de cana-de-açúcar existentes na usina, a produção é mínima.

Entre as inúmeras ações judiciais as quais a empresa responde, uma foi aberta neste ano depois que parte dos funcionários decidiu abandonar o trabalho, processar a usina e ingressar com uma ação judicial para receber integralmente os dividendos. A ação requer o fim do contrato trabalhista e o ressarcimento por danos morais e coletivos.

O processo corre na 7° Vara do Trabalho, e a decisão judicial deve sair até o dia 25 deste mês, dada pelo juiz titular Renato Luiz Miyasato.

A assessoria de imprensa do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Açúcar e Álcool pede que o Ministério Público do Trabalho tome as providências, para bloquear os bens do proprietário.

Histórico - Com sede em São José do Rio Preto, o grupo CBAA comprou a usina em 1996. Desde então, os trabalhadores passaram a sofrer com pagamentos. "De oito anos para cá, nós temos sofrido muito", disse o presidente do (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias na Fabricação de Açúcar e Álcool de Rio Brilhante e região), Oviedo Santos.

Santos conta que uma das ações judiciais movidas contra a empresa tinha valor de R$ 1,3 milhões. Com o plano de recuperação judicial, feito em 2009, José Pessoa conseguiu diminuir a dívida em 40% com os trabalhadores e em 60% o débito total.

O Campo Grande News tentou contato com José Pessoa para saber uma posição sobre a negociação com os funcionários, mas não obtivemos sucesso nas ligações.

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
Card image


x