PUBLICIDADE
ARMAC
Usinas

Processo de recuperação judicial da usina Guaricanga chega ao fim

De acordo com procurador da destilaria, operações devem ser retomadas na safra 2023/24


NovaCana - 23 fev 2022 - 12:12

Depois de pouco mais de uma década, a usina Guaricanga, do grupo Negrelli, está finalizando sua recuperação judicial. O encerramento do processo foi decidido pela juíza Beatriz Tavares Camargo e considera que a destilaria cumpriu com o plano que foi homologado em 2017.

O pedido de recuperação foi proposto em 2010. No entanto, como explicam os advogados responsáveis por toda a área jurídica da empresa, Rafael Peroto e Eliézer Buzatto, da Oliveira e Olivi Advogados Associados, foi necessário homologar um novo plano, com outro cronograma de pagamentos.

Na época, os credores haviam concordado com a venda da Fazenda São Sebastião, revertendo os valores para pagamento de créditos. O procurador e representante da usina, Edson Negrelli, informou que a venda chegou a ocorrer, porém de forma parcial, devido a problemas jurídicos envolvendo parte da terra.

De acordo com o novo plano, parte das dívidas deveria ser paga até 2019, seguindo o calendário de acompanhamento do processo, o que finalizaria a recuperação e colocaria a usina em atividade normal. Entretanto, Peroto e Buzatto explicam que, devido à pandemia de covid-19, muitos processos judiciais sofreram suspensões e interrupções de prazos.

“O período legal de fiscalização terminou em 2019, porém, o levantamento da decisão judicial foi recente, agora em janeiro”, afirmam os advogados.

Confira no texto completo, exclusivo para assinantes, mais detalhes sobre o pagamento dos credores pela Guaricanga e seus planos para o futuro com o fim da recuperação judicial.


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR



PUBLICIDADE BASF GIGA INTERNAS BASF GIGA INTERNAS

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x