BASF
Usinas

Louis Dreyfus anuncia Patrick Treuer como novo presidente do conselho da Biosev

Treuer assume o posto do ex-CEO interino da Dreyfus, Claude Ehlinger. Ehlinger e Adrien Tardy deixam conselhos da Dreyfus e da Biosev


Bloomberg - 30 mai 2016 - 15:01
Patrick Treuer, novo presidente do Conselho de Administração da Biosev

O chefe global de estratégia da companhia de commodities Louis Dreyfus, Patrick Treuer, foi nomeado presidente do Conselho de Administração da Biosev, a segunda maior processadora de cana-de-açúcar do mundo.

Treuer, que atuou por 15 anos na área de investimento bancário no Credit Suisse, assume a posição de Claude Ehlinger, que deixa a companhia ao final do mês. Anteriormente, Ehlinger também atuou como diretor financeiro e ocupou a posição de CEO interino da Louis Dreyfus de abril de 2014 a outubro de 2015.

A princípio, a posição de CEO seria ocupada por Mayo Schmidt, conforme anúncio realizado em novembro de 2014 – no entanto, a companhia desistiu da nomeação após um mês. Atualmente, o cargo é ocupado por Gonzalo Ramirez Martiarena, antigo diretor das operações asiáticas da Louis Dreyfus.

“Como comunicado em setembro, Claude Ehlinger, antigo CEO da Louis Dreyfus Company, irá deixar o grupo em 1º de junho, dando sequência à finalização do período de entrega de cargo para o novo CEO do grupo, Gonzalo Ramirez Martiarena”, afirmou o comunicado oficial da companhia.

Além de Ehlinger, também deixa a companhia Adrien Tardy, que atuava como diretor de finanças corporativas, chefe financeiro regional para Europa e Mar Negro e vice-presidente do conselho da Biosev. Vale lembrar que Serge Schoen, que atuou como CEO de 2005 a 2013, e o ex-sócio da Goldman Sachs Group Inc., Steven Wisch também deixaram o conselho da Louis Dreyfus este mês.

Em março, a companhia divulgou seus resultados anuais com uma queda de 67% no lucro, que chegou ao nível mais baixo da década puxado pelos baixos preços de arroz e algodão. A volatilidade e os altos estoques de outras commodities agrícolas também atrapalharam os resultados da empresa.

A empresa de 165 anos é controlada por Margarita Louis-Dreyfus, que representa a família conforme estabelecido por seu falecido marido, Robert Louis-Dreyfus. No entanto, ela está considerando vender uma parcela minoritária de suas ações para outros membros da família. No momento, Margarita Louis-Dreyfus possui 81% da companhia que controla a Louis Dreyfus e, desde outubro, atua como presidente do conselho em substituição a Serge Schoen.

Andy Hoffman
Tradução e adaptação novaCana.com