Usinas

Indofood compra participação de fundos na CMAA


Valor Econômico - 29 jan 2013 - 08:51 - Última atualização em: 29 nov -1 - 20:53

A Indofood, uma das maiores produtoras de alimentos da Indonésia, fechou a compra de metade da Companhia Mineira de Açúcar e Álcool Participações (CMAA). A empresa pagará R$ 143,4 milhões pela participação detida pelas gestoras Vinci Partners, formada por ex-sócios do Banco Pactual, e pela americana Zam Ventures.

O empresário José Francisco de Fátima Santos, fundador da CMAA e dono da JF Citrus, permanece na companhia com metade do capital. Ele fará um aporte de recursos, por um valor não revelado, para ampliar a participação na empresa, que antes da venda era de pouco mais de 30%.

A CMAA é dona da usina Vale do Tijuco, localizada em Uberaba e que começou a operar em 2010. Detém ainda outros dois projetos pré-operacionais de usinas de etanol no Triângulo Mineiro. De abril a setembro de 2012, a empresa registrou faturamento consolidado de R$ 141,4 milhões, o que representa um aumento de 20% em relação ao mesmo período do ano anterior. Apesar da receita maior, a companhia apresentou um prejuízo de R$ 36 milhões, ante um resultado negativo de R$ 13,2 milhões no período correspondente à safra de 2011.

A Vinci entrou no capital da CMAA em 2007. Dois anos depois, a Zam Ventures adquiriu um terço da empresa, por R$ 48,7 milhões. Depois de uma série de aportes de capital, a Vinci chegou a planejar a incorporação da companhia pela LG Agronegócios e Participações. A holding, que reuniria também ativos da Los Grobo e da Sollus, abriria o capital na BM&FBovespa no segundo semestre de 2011. A operação, porém, foi cancelada em razão do agravamento da crise europeia.

O processo de negociação para a venda da participação na companhia para a Indofood levou por volta de seis meses, conforme apurou o Valor. Para uma fonte do setor, o momento para a empresa indonésia entrar no mercado brasileiro foi "excelente". Estima-se que existam hoje por volta de 40 usinas à venda no país, enquanto a demanda pelos ativos tem sido relativamente baixa.

O projeto da CMAA foi idealizado em 2006, no boom do etanol, e seus sócios previam na época investimentos de cerca de R$ 1 bilhão para erguer a partir do zero três usinas de etanol com capacidade conjunta para processar 9,6 milhões de toneladas de cana. Mas, desde então, apenas uma unidade foi construída. Em setembro passado, a dívida líquida da CMAA era de R$ 513,448 milhões.

A unidade Vale do Tijuco, localizada no Triângulo Mineiro e a única em operação, tem capacidade para processar 3 milhões de toneladas de cana por safra e está sendo ampliada para moer 3,8 milhões de toneladas. A usina também cogera energia a partir do bagaço de cana e está em fase de implantação de uma fábrica de açúcar.

Com faturamento de mais de US$ 1,3 bilhão, a Indofood Agri tem sede em Jacarta, capital da Indonésia, e é um dos maiores conglomerados asiáticos em agronegócio, com cultivo e processamento de óleo de palma, cana-de-açúcar e sementes. Na área industrial, fabrica óleo de cozinha e margarina. A Indofood controla ainda uma das maiores refinarias de açúcar da Indonésia, país que deve tornar-se em 2013 o maior importador de açúcar do mundo, com 3,3 milhões de toneladas.

Vinícius Pinheiro e Fabiana Batista


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail