PUBLICIDADE
boletim boletim
Usinas

Em inauguração de usina da FS, autoridades destacam incentivo de MT para investimentos


O Documento (MT) - 29 out 2021 - 08:23

O vice-governador de Mato Grosso do Sul, Otaviano Pivetta, e a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, participaram nesta quinta-feira, 28, da inauguração da maior usina de etanol de milho do país, a unidade da FS Bioenergia localizada em Sorriso (MS).

Durante a solenidade, que contou com a presença de diversas autoridades políticas, Pivetta destacou o papel facilitador do governo de Mato Grosso para atrair investidores. “Se esse milho que será processado aqui fosse embora in natura, o retorno seria muito baixo. Esse processo de agregação de valor, de verticalização, é o que nós sempre defendemos”, afirmou o governador em exercício.

A ministra Tereza Cristina frisou a responsabilidade do agronegócio mato-grossense na sustentação da economia brasileira e salientou a presença do governador Mauro Mendes na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26). “[Ele está] levando para fora do país o conhecimento do que está sendo realizado aqui em Mato Grosso para que todo o país consiga avançar. Incentivar o mercado privado é um dos grandes desafios que nós temos”, disse.

Por sua vez, o CEO da FS, Rafael Abud, destacou o plano de investimento da companhia, que contempla mais quatro unidades industriais até 2026. O objetivo é atingir uma capacidade produtiva de, aproximadamente, 5 bilhões de litros de etanol por ano.

“É com muito entusiasmo que inauguramos a nossa mais nova e maior unidade, localizada em uma região estratégica para a FS. Iniciamos nossas operações em junho de 2017, com a capacidade de produzir 275 milhões de litros de etanol por ano”, relembra.

Também participaram da inauguração o presidente em exercício da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Dilmar Dal’Bosco, o deputado estadual Xuxu Dal Molin, o senador Wellington Fagundes, o presidente da Famato, Normando Corral, o deputado federal Neri Geller, os prefeitos de Sorriso, Ari Lafin, de Primavera do Leste, Leonardo Bortolin, e o ex-prefeito de Lucas do Rio Verde, Marino Franz.

Unidade Sorriso

Com investimento de cerca de R$ 2 bilhões, a usina de etanol de milho instalada em Sorriso gerou mais de 4 mil empregos indiretos durante as fases de obras e, hoje, emprega 231 pessoas diretamente. A capacidade de produção anual da unidade é de 880 milhões de litros de etanol, 212 mil toneladas de farelo de milho, 28 mil toneladas de óleo de milho e 190 GWh de cogeração de energia.

Para a eletricidade, aliás, a companhia deve utilizar biomassa proveniente de uma floresta de 30 mil hectares de eucaliptos, que faz parte do projeto de incentivo do fomento florestal da FS.

Segundo a FS, o projeto foi realizado em três etapas. A inicial consistiu na construção de uma área com capacidade de produção de 265 milhões de litros de etanol por ano, com investimentos na ordem de R$ 700 milhões. A segunda etapa teve investimentos de R$ 300 milhões e dobrou a capacidade de produção da usina. Na última fase, o investimento chegou a RS 1 milhão.

Ainda conforme a companhia, a nova unidade é eficiente do ponto de vista estratégico por aumentar a proximidade com os fornecedores da região e ampliar as chances de negócio. Ela tem capacidade de armazenar 600 mil toneladas de milho e pode processar, diariamente, 2,7 mil toneladas do grão. Mantendo essa média, pode ultrapassar a marca de 2 milhões de toneladas processadas neste ano-safra.

Considerando as duas unidades em operação, em Lucas do Rio Verde e em Sorriso, a FS pretende encerrar 2021 com a capacidade produtiva anual de 1,4 bilhão de litros de etanol, 1,2 milhão de toneladas de DDGs, 40 mil toneladas de óleo de milho e 415 GWh de energia elétrica. Além disso, a capacidade de processamento passa para 3,2 milhões de toneladas de milho por ano.

Com informações adicionais da FS Bioenergia

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x