Usinas

Funcionários de usina em Junqueirópolis (SP) desviam 540 toneladas de insumos agrícolas

Calcário e gesso eram vendidos para um produtor rural. Prejuízo pode chegar a até R$ 40 mil, segundo a Polícia Civil


G1 - 18 jun 2020 - 07:54
Insumos agrícolas foram desviados por funcionários da usina

A Polícia Civil recuperou 396 toneladas das 540 toneladas de calcário e gesso que foram desviadas de uma usina de etanol em Junqueirópolis (SP). Nesta terça-feira (16), três pessoas envolvidas no esquema de furto e compra dolosa de 540 toneladas de calcário e gesso foram autuadas.

Conforme o delegado Eliandro Renato dos Santos, o desvio de cargas de insumos começou em fevereiro deste ano. A administração da usina percebeu a diferença durante a pesagem dos materiais.

Durante as investigações, um líder de equipe da usina, de 32 anos, foi apontado como o responsável por liberar as cargas dos materiais. Ele tinha como cúmplice um homem de 31 anos, que era seu auxiliar.

Ao invés de levar o calcário e o gesso para áreas de plantio de cana-de-açúcar da usina, os produtos eram entregues em propriedades de um produtor rural, de 51 anos. “Quando era feita a entrega, eles recebiam”, disse ao G1.

Foi apurado que foram desviadas 468 toneladas de calcário e 72 toneladas de gesso, um total de 24 carretas bitrem. O delegado explicou que os insumos são usados para recuperar o solo e foram vendidos por “uma fração do valor”.

Um dos funcionários confessou o crime. “A usina ainda não informou o valor do prejuízo, mas pela quantidade, pode chegar até R$ 40 mil”, disse Santos ao G1.

Os insumos recuperados vão ser devolvidos para a usina. Os dois funcionários da empresa vão responder por furto qualificado. Já o produtor rural foi autuado por receptação dolosa. Os três também vão responder por associação criminosa.

Como não houve flagrante, eles permanecem em liberdade.