Usinas

Funcionários de usina em Junqueirópolis (SP) desviam 540 toneladas de insumos agrícolas

Calcário e gesso eram vendidos para um produtor rural. Prejuízo pode chegar a até R$ 40 mil, segundo a Polícia Civil


G1 - 18 jun 2020 - 07:54
Insumos agrícolas foram desviados por funcionários da usina

A Polícia Civil recuperou 396 toneladas das 540 toneladas de calcário e gesso que foram desviadas de uma usina de etanol em Junqueirópolis (SP). Nesta terça-feira (16), três pessoas envolvidas no esquema de furto e compra dolosa de 540 toneladas de calcário e gesso foram autuadas.

Conforme o delegado Eliandro Renato dos Santos, o desvio de cargas de insumos começou em fevereiro deste ano. A administração da usina percebeu a diferença durante a pesagem dos materiais.

Durante as investigações, um líder de equipe da usina, de 32 anos, foi apontado como o responsável por liberar as cargas dos materiais. Ele tinha como cúmplice um homem de 31 anos, que era seu auxiliar.

Ao invés de levar o calcário e o gesso para áreas de plantio de cana-de-açúcar da usina, os produtos eram entregues em propriedades de um produtor rural, de 51 anos. “Quando era feita a entrega, eles recebiam”, disse ao G1.

Foi apurado que foram desviadas 468 toneladas de calcário e 72 toneladas de gesso, um total de 24 carretas bitrem. O delegado explicou que os insumos são usados para recuperar o solo e foram vendidos por “uma fração do valor”.

Um dos funcionários confessou o crime. “A usina ainda não informou o valor do prejuízo, mas pela quantidade, pode chegar até R$ 40 mil”, disse Santos ao G1.

Os insumos recuperados vão ser devolvidos para a usina. Os dois funcionários da empresa vão responder por furto qualificado. Já o produtor rural foi autuado por receptação dolosa. Os três também vão responder por associação criminosa.

Como não houve flagrante, eles permanecem em liberdade.


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail



x