O novaCana estimou o quanto os grupos Raízen, São Martinho, Atvos, Adecoagro e Biosev – autorizados a exportar etanol para a Califórnia – teriam lucrado com CBios, conforme suas intensidades de emissão de carbono

novaCana.com 09 mai 2019 - 09:52

 Cumprindo com o cronograma do RenovaBio, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) já certificou três firmas inspetoras e, recentemente, finalizou um processo de consulta pública referente à determinação das metas das distribuidoras. Além disso, o Ministério de Minas e Energia (MME) abriu outra consulta para estabelecer as metas anuais de descarbonização do programa.

Entretanto, até o momento, nenhuma produtora de etanol publicou sua nota de eficiência energético-ambiental, um dos fatores que determinará quantos créditos de descarbonização (CBios) ela poderá emitir. Com isso, é cada vez mais imperativa a compreensão, por parte das usinas, de como o programa se dará na prática e quais serão os retornos financeiros.

Para isso, o novaCana fez um cálculo para simular o quanto algumas usinas brasileiras poderiam ter recebido com a venda de CBios caso o programa estivesse vigente na safra 2018/19.

block ranking emissao tabela 06052019 1

Como base, foram usados os valores de intensidade de carbono calculados pelo estado da Califórnia para as usinas brasileiras autorizadas a exportar para lá. Embora a calculadora do programa norte-americano utilize critérios e parâmetros diferentes dos adotados pelo RenovaBio, ela foi uma das principais referências para a formulação da RenovaCalc.

Atualmente, 61 usinas, de 31 diferentes grupos brasileiros, são autorizadas a exportar etanol para o estado norte-americano. Do total, 48 estão em São Paulo, cinco em Minas Gerais, três no Paraná e duas em Mato Grosso do Sul. Mato Grosso, Alagoas e Goiás possuem uma usina autorizada cada.

Confira, na versão completa, quais são as usinas brasileiras que menos emitem CO2 em seus processos produtivos e quanto cinco grupos brasileiros – Raízen, São Martinho, Atvos, Adecoagro e Biosev – poderiam ter lucrado com CBios em 2018/19, tendo como base os cálculos do governo da Califórnia.

block renovabio califórnia 03052019


exclusivo assinantes

O texto completo desta página
está disponível apenas aos assinantes do site

veja como é fácil e rápido assinar

ou