Usinas

Equipamentos da usina Alcana, da Infinity Bioenergy, estão disponíveis por R$ 19,35 mi

Leilão com desconto de 70% sobre o valor de avaliação da unidade segue até a próxima terça-feira (7)


novaCana.com - 02 jul 2020 - 14:32 - Última atualização em: 03 jul 2020 - 10:41
Em novembro de 2018, as instalações da usina Alcana já apresentavam sinais de deterioração

Avaliada em R$ 64,5 milhões, a usina Alcana – parte da massa falida do grupo Infinity Bioenergy – está sendo leiloada por R$ 19,35 milhões, o que representa um desconto de 70%. A unidade, localizada em Nanuque (MG), tem capacidade para moer 1,5 milhão de toneladas de cana por safra.

O certame, que segue até as 14h da próxima terça-feira (7), já está em segundo pregão. No primeiro, encerrado em 17 de junho, a unidade foi ofertada por R$ 32 milhões. De acordo com o edital do leilão, a venda inclui os equipamentos industriais presentes no local e uma área de 48,4 hectares, dividida em lotes que estão hipotecados ou penhorados.

Caso não haja interessados, há ainda a possibilidade de um terceiro pregão, com finalização em 17 de julho. Neste caso, o valor mínimo para a compra da usina passa a ser de R$ 12,9 milhões.

Segundo comunicado da consultoria Datagro, que atua como assessora técnica, a Alcana está em um estado de conservação “compatível com seu tempo de paralização” e conta com boa flexibilidade operacional. A unidade teria capacidade para produzir, diariamente, 10 mil sacas de açúcar, 150 mil litros de etanol anidro e 450 mil litros de hidratado.

Leia mais sobre o leilão e a situação da unidade no texto completo (exclusivo para assinantes).


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR