Usinas

Conselho da Atvos reforça existência de conflito de interesses na diretoria


O Globo - 31 mai 2021 - 09:07 - Última atualização em: 31 mai 2021 - 11:16

Estourou dias atrás mais um conflito no conselho de administração da Atvos, a empresa sucroenergética criada pela Odebrecht, mas que teve o seu controle passado ao fundo Lone Star em janeiro.

Em abril, já houve discussões no colegiado sobre o potencial conflito de interesse encarnado na figura de Gustavo Alvares em temas que estavam na pauta. Alvares preside a Atvos, o conselho da empresa e é o representante da Lone Star no Brasil.

Agora, três conselheiros (Adriano Maia, Maurício Bezerra e Geraldo Vilaça) enviaram uma carta aos acionistas e conselheiros voltando ao mesmo tema para “externar preocupação com a condução dos negócios em razão do evidente e objetivo conflito de interesses existente na condução de determinados temas pela diretoria”, conforme escreve o trio, que representa os interesses da Odebrecht no conselho.

“A situação esdrúxula pode ser assim sintetizada: a mesma pessoa, Gustavo Alvares, a um só tempo, exerce poderes de representação de ambas as partes de um litígio, constitui advogados para essas duas partes e passa instruções para os patronos constituídos por ambas as litigantes”, afirma o texto, que segue: “Não estamos aqui tratando de conflito entre os acionistas, mas de conflito entre uma acionista e a própria companhia”.

Lauro Jardim


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail



x