Usinas

Clealco acredita que consolidação de acordo financeiro traz novas perspectivas


Clealco - 18 dez 2017 - 07:16

A Clealco comunicou na última sexta-feira (15) que, após cumprir todas as condições, consolidou a reestruturação de suas dívidas junto às principais instituições financeiras credoras.

“Com a assinatura dos contratos, o acordo pactuado em agosto vigora plenamente, prevendo que os vencimentos sejam amortizados em até seis anos. A renegociação irá possibilitar à companhia readequar o perfil do seu endividamento, renovar as linhas de crédito e, no curto prazo, equilibrar sua liquidez”, afirma o comunicado.

O anúncio do processo de reestruturação das dívidas já havia sido dado em agosto. Ainda assim, em 25 de outubro, o conselho de administração da Clealco nomeou um novo diretor-superintendente para a companhia, Alberto Pedrosa.

Engenheiro mecânico com extensão acadêmica em gestão pelo Insead, Pedrosa atuou por mais de 25 anos na França, como executivo nas empresas Renault, Alstom Transport, Rhône Poulenc e Rhodia, e conselheiro de administração na Columbia S.A. e na Log-In Logística Intermodal. No setor sucroenergético, ocupou a posição de CEO na Tereos Açúcar e Energia Brasil (Guarani).

Segundo Pedrosa, os principais desafios de sua gestão serão “impulsionar a performance operacional e financeira da Clealco a um nível de excelência, com ênfase em maximizar a produtividade, atenuar custos, e avançar no fortalecimento da estrutura de capital da Companhia, no que o alongamento do passivo tem significativa relevância. As estratégias visam a retomada de bons resultados e a sustentabilidade do negócio”.

Para o atual ano-safra, a Clealco estima a moagem de aproximadamente 8,2 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, a produção de 657 mil toneladas de açúcar, 221 milhões de litros de etanol e a exportação de 130 GWh de energia.

Com edição novaCana.com


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail