BASF
Usinas

Levantamento com 130 usinas revela detalhes sobre produtividade agrícola e industrial do setor sucroenergético


novaCana.com - 11 nov 2016 - 09:42 - Última atualização em: 23 nov 2016 - 17:07

Analisar as usinas de açúcar e etanol no Brasil não é tarefa fácil. Dizer que as usinas são ineficientes é ignorar a elite sucroenergética e, ao mesmo tempo, o setor possui empresas em situação lastimável.

Uma companhia pode ter baixa produtividade no campo, alta eficiência na usina e saúde financeira crítica. O campo, a indústria e as finanças impactam de forma diferente cada unidade de produção no Brasil. Com variações gritantes entre elas.

Assim, uma das melhores forma de estudar o mercado é coletar indicadores a partir de uma amostra grande de usinas. Exatamente o trabalho que um grupo de pesquisadores se propôs a fazer. Neste ano a amostra alcançou 130 usinas.

A grande heterogeneidade e distância entre a competitividade das usinas brasileiras fazem com que as mesmas se situem entre dois grupos extremos. Um é das unidades bem estruturadas, que têm melhores práticas industriais e de manejo e, principalmente, de gestão corporativa. O outro são das usinas com baixos indicadores de produtividade e elevados custos de produção, em situação crítica tanto operacional quanto financeira.

Essa disparidade entre os grupos empresarias é o que deve determinar qual curso cada um seguirá diante de uma convergência de fatores que o setor deve começar a experimentar, “levando a maioria das empresas a terem ligeiras recuperações”.

Quadrantes

Analisando a distribuição da produtividade agrícola e agroindustrial do etanol hidratado na safra 2015/2016, a pesquisa dividiu, em um primeiro momento, 43 companhias em quatro quadrantes.

Em outro foco do trabalho, com uma amostra maior, de 56 unidades de produção, o estudo analisou o custo contábil (que mede a aplicação de recursos para produção, distribuição e comercialização de produtos) versus a moagem por milhões de tonelada de cana. O custo é uma ponderação para produção e comercialização de açúcar e etanol (veja a sequência de gráficos a seguir).

O custo contábil é importante pois, sem custo de capital ou de encargos financeiros, é mais fácil avaliar a viabilidade econômica, isolando a operação da usina.

O novaCana apresenta detalhes e uma série de gráficos sobre o trabalho a seguir:

- Recuperação pelo preço X recuperação pela eficiência

- Evolução do Custo médio de produção X Lucro contábil do setor

- Custo de produção de etanol hidratado por localização (mapa geográfico)

- Produtividade industrial (etanol hidratado)

- Produtividade agrícola

- Custo contábil

- Moagem por unidade produtiva


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR



Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail