BASF
Máquinas e equipamentos

Colhendo informações: mecanização dos canaviais pode ser mais eficaz

Fabricantes de colhedoras de cana estudam maneiras de aliar transmissão de dados, gestão e agricultura de precisão


novaCana.com - 14 abr 2016 - 09:56
Colhedoras 3520 e 3522, da John Deere

Muito mais que cortar cana, as colhedoras viraram sinônimo de economia nas indústrias. O boom dessa tecnologia é recente no setor. No Brasil, as primeiras começaram a aparecer no início da década de 1990 e hoje, no Centro-Sul, a colheita já é quase totalmente mecanizada.

O maior avanço talvez tenha sido a redução dos custos de produção. E, atualmente, esse é o foco no desenvolvimento de novos equipamentos de colheita. Ganha quem colher mais, gastando menos. Mas, infelizmente, os maquinários não trabalham sozinhos.

Afinal, ao mesmo tempo em que a colheita mecanizada resultou no fim das queimadas e do trabalho manual, ela também levou à redução de produtividade nos canaviais e ao aumento da quantidade de impurezas levadas às usinas. A utilização de tecnologia deve ser pensada estrategicamente pelas empresas, que precisam encarar o panorama produtivo como um todo.

A seguir:
- Os novos sistemas das colhedoras que prometem reduzir os custos em cerca de 15%.
- Consumo de combustível: novidades vem reduzindo a sede das colhedoras.
- Colhendo informações: fabricantes estudam maneiras de aliar transmissão de dados, gestão e agricultura de precisão
- Os fatores que afetam a eficiência


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR



Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail