Investimento

Tereos mantém renovação de 18% a 20% dos canaviais


Agência Estado - 06 ago 2015 - 14:24

O membro do Conselho de Administração da Tereos Internacional, Olivier Casanova, afirmou nesta quinta-feira (6), em teleconferência para comentar os resultados do primeiro trimestre de 2015/16, que a companhia continua com os investimentos na renovação de canaviais e ainda na melhoria da eficiência agrícola e industrial em busca de ganhos de "performance".

De acordo com ele, para manter uma boa idade média do canavial, com melhores produção e produtividade, a Tereos renova entre 18% e 20% das lavouras. "Isso mantém o compromisso com a baixa idade média dos canaviais", afirmou.

Com a melhoria da eficiência do plantio e colheita mecânicos, a Tereos Internacional conseguiu ainda, segundo ele, aumento de 6% na colheita da cana com máquinas no primeiro trimestre, encerrado em junho de 2015.

"Do lado industrial, passamos para uma manutenção preventiva durante a safra, detectada por meio de testes constantes", o que reduz a manutenção anual comum nas usinas, de acordo com o executivo. "Com esse tipo de ação, desde o ano passado há um impacto muito perceptivo na eficiência do equipamento industrial", explicou Casanova.

Indagados por analistas se a companhia contava com a injeção de capital de R$ 250 milhões prevista para outubro por parte da Petrobras, sócia da Tereos em sete usinas de açúcar e etanol no Brasil, Casanova ratificou a posição do diretor da Divisão de Cana-de-Açúcar da Tereos Internacional, Jacyr Costa Filho, sinalizada ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, na última segunda-feira. "A injeção de capital está marcada para outubro e, como foi dito, temos motivos firmes para acreditar que isso será como o planejado."