Investimento

Petrobras Biocombustível conclui investimento na Guarani, confirma Tereos


novaCana.com - 30 out 2015 - 14:42 - Última atualização em: 03 nov 2015 - 12:10

A Tereos Internacional terminou com o suspense no início desta tarde. A companhia de origem francesa informou que a Petrobras Biocombustível realizou subscrição de ações relativa ao último aporte de capital na Guarani, conforme previsto no acordo de investimento assinado entre as empresas em abril de 2010.

O prazo para a realização do aporte de R$ 268,1 milhões se encerrava hoje (30). O valor representa o último pagamento da subsidiária estatal para completar a participação de 45,9% na Guarani, grupo com sete usinas, que é controlado pela francesa Tereos, detentora de 54,1% do capital social da empresa.

O investimento do braço de biocombustíveis da Petrobras era aguardado com certa apreensão pelo mercado, apesar da Tereos já ter informado que estava confiante com o cumprimento do acordo. O temor era de que a crise financeira enfrentada pela estatal – agravada pelo escândalo de corrupção detonado pela operação Lava-Jato – pudesse comprometer o aporte. Além disso, a expectativa de que a Petrobras se retire do mercado de etanol e biodiesel, com a venda de suas participações acionárias em usinas do ramo, colocou mais suspense sobre a operação.

Em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), nesta sexta-feira, a empresa informa que este último aporte de capital será integralizado até 5 de janeiro de 2016 e conclui um investimento total de R$ 1,611 bilhão, ajustado pela inflação.

Assim como a estatal, a Tereos não vive seu melhor momento. Nesta semana, a companhia foi notificada pela BM&F Bovespa devido ao valor das suas na bolsa estarem abaixo do mínimo, de R$ 1 por ação. A companhia precisa recuperar sua cotação para acima do piso para continuar sendo negociada na bolsa de valores.

Com sete usinas no noroeste paulista, a Guarani tem capacidade para processar até 23 milhões de toneladas de cana-de-açúcar por safra.

novaCana.com