Investimento

As usinas que estão investindo nos canaviais com recursos do BNDES

Conheça quantos hectares e o total de dinheiro recebido do BNDES por cada empresa do setor para renovar e ampliar os canaviais

- novaCana.com - - 11 nov 2014 - 09:55 - Última atualização em: 21 nov 2014 - 11:33

O peso dos canaviais e sua relevância para o negócio sucroalcooleiro aumentam com o aprofundamento da crise. Mesmo grupos robustos como Odebrecht Agroindustrial estão revendo seus planos de investimento e trocando os projetos de expansão pela melhora do rendimento agrícola. Com alto endividamento, algumas companhias focam no aumento de produtividade e na melhora da qualidade (ATR), em detrimento da expansão dos canaviais e dos ativos industriais.

Com maior volume de cana por área e melhor qualidade, as usinas podem ocupar as instalações com mais eficiência, aumentando a receita com a produção e diluindo os custos. Por outro lado, a atual escassez de recursos está afetando esse investimento essencial e causando o envelhecimento dos canaviais o que pode minar ainda mais o futuro das usinas. Esta falta de investimento no campo agrava o ciclo negativo, expondo mais as companhias à deterioração.

Conhecer como está a renovação dos canaviais é um dos fatores centrais para a produtividade e moagem de cana nas próximas safras, além de revelar os grupos que estão em condições saudáveis. Os números do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), um dos principais financiadores do setor sucroenergético, mostram as usinas que estão conseguindo escapar da deterioração agrícola e a área que cada uma delas renovará com o dinheiro do banco.

De acordo com os números do BNDES compilados pelo portal novaCana, foram destinados R$ 2,6 bilhões para o investimento nos canaviais ao longo de 18 meses findos em junho deste ano. No período, foram R$ 2,234 bilhões em operações de maior valor, as “não automáticas”, contratadas por 23 diferentes grupos econômicos para 33 projetos de renovação ou expansão de canaviais. Outros R$ 371 milhões foram financiados via “operações automáticas” para 19 projetos.

Veja a seguir os valores contratados por cada empresa e o número de projetos viabilizados, os hectares plantados, o valor médio financiado por hectare e os estados onde os recursos foram investidos.


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR