Financeiro

Tereos tem moagem de cana 8% maior no 3º trimestre da safra 2015/16


Agência Estado - 15 fev 2016 - 09:41

Executivos da Tereos Internacional comentaram nesta sexta-feira, 12, que a moagem de cana-de-açúcar pelas usinas da Guarani cresceu 8% no terceiro trimestre do ano-safra 2015/16 (outubro, novembro e dezembro). Ao todo, foram moídos 4,6 milhões de toneladas, ante 4,2 milhões de toneladas em igual período do ciclo 2014/15.

No acumulado do ciclo, porém, o volume alcançado é de 19,6 milhões de toneladas, 3% menos na comparação anual, afetado principalmente pelo clima chuvoso no Brasil no segundo semestre.

Na temporada, a produtividade agrícola caiu de 82 toneladas para 79 toneladas por hectare, enquanto o nível de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) diminuiu 6%, para 133 kg por tonelada de cana processada. No total 1,44 milhão de toneladas de açúcar (-6%) e 680 milhões de litros de etanol (-10%) foram produzidos, com 67% da oferta da moagem de cana destinada à fabricação do alimento.

As vendas de energia elétrica gerada a partir da cogeração somaram 813 GWh nos nove primeiros meses da safra 2015/16. A quantidade é 9% menor na comparação com 2014/15, refletindo o menor volume de biomassa e problemas na turbina da Usina Mandu, em Guaíra (SP), no início da temporada.

Ainda de acordo com os executivos, as vendas de açúcar foram responsáveis por 51% da receita total no terceiro trimestre de 2015/16. Os preços no período foram 34% maiores, a R$ 1.196 por tonelada. Já o etanol foi responsável por 43% da receita, com preços 48% mais elevados, a R$ 1.773 por metro cúbico.

A Tereos Internacional informou que o lucro líquido atribuível aos acionistas chegou a R$ 59,7 milhões no trimestre, quase 100 vezes maior do que os R$ 600 mil do terceiro trimestre de 2014/2015. Nos nove primeiros meses da safra 2015/16, a Tereos acumulou prejuízo de R$ 178 milhões, ante perdas de R$ 33 milhões no período anterior.

De acordo com a demonstração de resultados, a receita líquida da empresa foi de R$ 2,995 bilhões no terceiro trimestre fiscal, ante R$ 2,144 bilhões um ano antes, em alta de 39,6%.

O lucro operacional da companhia no terceiro trimestre fiscal subiu 141%, para R$ 176 milhões, ante lucro operacional de R$ 73 milhões no mesmo período do ano anterior.

A Tereos registrou despesa financeira líquida de R$ 62 milhões no terceiro trimestre fiscal, ante R$ 103 milhões no mesmo período do ano anterior, um recuo de 39,8% na despesa financeira líquida.

Já o Ebitda ajustado da companhia avançou 62,8% na comparação anual, para R$ 471 milhões no terceiro trimestre fiscal 2015/16, registrando uma margem Ebitda de 15,7%.

A Tereos controla a Guarani, grupo sucroalcooleiro com sete usinas no noroeste paulista e capacidade para processar até 23 milhões de toneladas de cana-de-açúcar por temporada.

José Roberto Gomes
Com informações adicionais do Valor Econômico e edição novaCana.com