BASF
Financeiro

Standard & Poor's mantém ratings da USJ Açúcar e Álcool


Agência Estado - 04 mar 2015 - 11:08 - Última atualização em: 29 nov -1 - 20:53

A Standard & Poor's (S&P) informou, na terça-feira, 3, à noite que os ratings e perspectivas atribuídos à USJ Açúcar e Álcool não são imediatamente afetados pelo "desempenho operacional mais fraco no terceiro trimestre (da safra 2014/15)", que corresponde ao quarto trimestre do ano passado. "Apesar das métricas de crédito mais fracas, a posição de caixa e estoques de açúcar e etanol da empresa eram superiores à sua dívida de curto prazo em dezembro de 2014. Acreditamos ainda que a administração da USJ esteja comprometida a vender terras para manter a liquidez", diz a agência.

No trimestre, a companhia registrou produtividade mais baixa e viu a dívida aumentar em razão da desvalorização cambial. "Os fluxos de caixa da empresa permanecem fracos, refletindo a seca registrada no Estado de São Paulo em 2014 (...) e os baixos preços de etanol no Brasil e do açúcar no mercado global", explica a S&P. Conforme a agência, o fluxo de caixa operacional livre foi negativo em aproximadamente R$ 80 milhões em virtude do aumento no capex e uma injeção de capital de R$ 60 milhões na SJC Bioenergia, joint-venture entre a USJ e a Cargill.

O Grupo USJ é formado pelas usinas S. João, em Araras (SP); pela S. Francisco, em Quirinópolis (GO); e pela Cachoeira Dourada, no município de mesmo nome, também em Goiás. Por safra, processa cerca de 8 milhões de toneladas de cana, com produção de 650 mil toneladas de açúcar e 280 milhões de litros de etanol.

José Roberto Gomes


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail