BASF
Financeiro

Setor pode ampliar moagem em 5% só com grupos saudáveis, afirma Pedro Fernandes


Agência Estado - 19 jun 2019 - 08:23

O setor sucroenergético brasileiro pode aumentar a capacidade de moagem em 15%, ou em cerca de 90 milhões de toneladas de cana-de-açúcar por safra, só com o aumento de alavancagem dos grupos saudáveis, segundo avaliação do Itaú BBA.

De acordo com Pedro Fernandes, diretor de agronegócios do banco, existem no País 47 grupos em boa situação financeira e que poderiam ampliar a produção apenas com a tomada de crédito.

Para o executivo, o que pode destravar novos investimentos são um ciclo positivo para o açúcar, a consolidação do etanol, as mudanças tecnológicas e novo paradigma de juros no Brasil.

“O que a gente tem visto ao longo dos últimos anos são players restringindo ao máximo investimentos em expansão e melhorias e optando por investimentos em retorno de curto prazo”, disse. “Mas, com juros de 4% a 5%, muda o cenário de utilização do fluxo de caixa livre das empresas, que vinha sendo destinado para dividendos ou amortização de dívidas”, completou.

Com o cenário atual de juros de mercado, de acordo com Fernandes, a taxa de financiamento está abaixo da oferecida pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no passado, no auge da expansão do setor.

“A nova expansão pode ser com linhas de mercado, falta um alinhamento dos fatores que trarão os empreendedores”, completou.

Gustavo Porto