BASF
Financeiro

São Martinho diz não ter investimento previsto para aumento de moagem ou aquisições


Agência Estado - 15 ago 2018 - 07:34

O diretor financeiro e de relações com investidores do Grupo São Martinho, Felipe Vicchiato, afirmou nesta terça-feira, 14, em teleconferência com analistas, que a companhia não tem novos investimentos previstos para aumento de moagem ou aquisições e fusões. Com isso, segundo ele, a companhia pode adotar uma política mais agressiva de pagamento de dividendos até o final da safra, bem como recomprar ações, já que possui um bom nível de alavancagem.

Ele lembrou que, na quarta-feira, 15, o Grupo São Martinho deve pagar R$ 180 milhões em dividendos a acionistas e, recentemente, fez uma operação de quase R$ 200 milhões em recompra de ações. No primeiro trimestre do ano-safra 2018/2019, encerrado em 30 de junho, a companhia reportou lucro líquido de R$ 103,959 milhões, 11% menor do que o registrado em igual período da temporada 2017/2018, de R$ 116,873 milhões.

sao martinho 140818 1 resultado

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da companhia sucroenergética recuou 15,6% na mesma comparação trimestral, para R$ 401,390 milhões.

A dívida líquida consolidada aumentou 1,2% entre abril e junho de 2018, para R$ 2,651 bilhões. A alavancagem do Grupo São Martinho, medida pela relação entre dívida líquida e Ebitda, recuou de 1,52 vez para 1,41 vez, na mesma comparação.

sao martinho 140818 6 divida

Gustavo Porto


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail