Financeiro

Queda do petróleo atinge em cheio ações da São Martinho; Ágora corta preço-alvo


Money Times - 12 mar 2020 - 07:18

A desvalorização nos preços do petróleo afetou em cheio a São Martinho, avalia a Ágora Investimentos em relatório enviado a clientes nesta quarta-feira (11).

De acordo com os analistas Leandro Fontanesi, Vicente Falanga e Ricardo França, a queda brusca da cotação do barril influenciaram diretamente o preço do etanol e do açúcar, carros chefes da empresa. Com isso, a corretora abaixou o preço-alvo das ações de R$ 29 para R$ 22, potencial de valorização de 30%, e alterou a recomendação de compra para neutra.

“A disputa de preços do petróleo deve ainda deixar os preços sob pressão no curto prazo”, disseram.

Além disso, a equipe de análise reduziu em 23% a previsão do Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), puxado pela queda dos valores do etanol e do açúcar, “uma vez que as empresas podem aumentar sua produção em resposta aos menores preços do etanol”.

Projeto de etanol de milho

Outro fator que pesou na avaliação da Ágora foi o projeto de etanol de milho, que, para os analistas, não deve ser aprovado.

De acordo com eles, as exportações de milho mais fortes do que o esperado e o rápido crescimento da indústria de etanol no Brasil reduziram os estoques locais de milho e elevaram os preços da commodity em 14% no acumulado do ano.

“Assim, nossas estimativas de custo do milho parecem otimistas demais para o projeto de etanol, dada a perspectiva de oferta-demanda apertada de milho na região Centro-Oeste, onde projetos de etanol estão sendo desenvolvidos, incluindo a São Martinho”, estimam.

Com isso, na visão da equipe de análise, o projeto da São Martinho não produz mais um valor presente líquido.

Renan Dantas


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail